Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Essa semana, Full Screen Mario foi notícia nos principais sites de notícias por trazer um remake do clássico Super Mario feito totalmente em HTML5. O problema é que a Nintendo não gostou nada da homenagem e quer desativar o jogo.

Aparentemente, fazer um acordo com a Nintendo é mais difícil do que jogar Unfair Mario. Quem foi criança nos anos 80/90 com certeza ficou eufórico ao descobrir a existência de Nintendo não gostou da brincadeira. "A Nintendo respeita os direitos de propriedade intelectual de outras empresas, e em troca espera que outros respeitem os nossos também", respondeu ao Washington Post, via e-mail.

O autor do site, o estudante Josh Goldberg revelou que não obteve permissão da Nintendo para criar o jogo. Ele disse que não estava preocupado sobre as implicações de copyright quando começou a trabalhar no projeto porque "não achava que seria algo grande"

Agora, com a atenção do público, o estudante "honestamente não sabe o que fazer nessa situação". Caso a lei americana não tivesse sido modificada, Super Mario Bros, criado em 1986 cairia em domínio público nos próximos meses. Agora, porém, o jogo tem 95 anos de direitos autorais e só deve poder ser modificado por fãs em 2082.

Nintendo
"Pokémon Go" no Halloween: será mais fácil achar Gastly, Haunter, Gengar e outros monstrinhos!
Nintendo Switch, novo console híbrido da Nintendo, é anunciado para 2017!
De "Pokémon Go": Confira uma série de tutoriais incríveis do Youtube para arrasar no game!
Pokémon no Brasil? Louro José, Cuca, Zé Carioca e outros personagens como os monstrinhos da Nintendo
ver todas as notícias de Nintendo Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema