Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Aqui no Purebreak a gente ama muito duas coisas: grupos de K-pop e fanficar. Unindo o útil ao agradável, a autora filipina Purple Chrystyl S. Romero parece ter o mesmo gosto que o nosso e publicou uma história inspirada em um romance entre duas integrantes do Red Velvet: Irene e Seulgi. O livro parece ter ficado bem legal. Vem saber mais sobre o projeto e sua história!

Uma nova fanfic sobre integrantes de um grupo de K-Pop foi publicada. A jornalista filipina Purple Chrystyl S. Romero lançou o livro intitulado "Dito, Sa Purple House" (em tradução literal para o português, algo como "Aqui, na Casa Púrpura"). O projeto é a primeira obra ficcional da autora e é um romance lésbico que foi livremente inspirado em duas membras do grupo de K-Pop Red Velvet, Irene e Seulgi.

O livro, publicado em julho deste ano, tem a premissa de dar luz à histórias de outros integrantes da comunidade LGBTQIAP+. Nas Filipinas e em outras partes do mundo está se tornando popular o enredo de amor entre meninos em filmes e séries, por isso é importante que outras temáticas do universo queer também ganhem espaço.

A história gira em torno de um romance lésbico inter-racial e as duas personagens principais são das Filipinas e da Coreia. Elas, então, se encontram explorando seus próprios sentimentos enquanto moldam e lutam por suas crenças políticas. Ira Young é uma estudante de Inglês nas Filipinas que foi deserdada da própria família depois de ser exposta em um vídeo que se tornou viral. Já Sade Kanlungan é uma universitária que deixou sua casa depois de ver sua mãe sofrer nas mãos do seu pai machista. Juntas, elas constroem a Casa Púrpura, um lugar que abriga pessoas que fugiram de suas famílias por diversos motivos. Elas, então, começam a desenvolver sentimentos uma pela outra. Mas Ira não sabe se quer arriscar a Casa por conta do amor. A obra ainda deve abordar o tema do primeiro amor e várias questões sociais.

Animated gif shared by 맨디. Find images and videos about kpop, gif and red  velvet on We Heart It - the app to get lost in wha... | Red velvet, Red velvet

Em entrevista ao GMA News Online, a escritora revelou a inspiração para o romance. Enquanto a trama foi baseada na atual divisão familiar nas Filipinas, as protagonistas foram inspiradas nas integrantes do Red Velvet. Ira Young foi livremente inspirada em Irene. Isso porque a escritora quis que a personagem fosse uma mulher coreana, pois mesmo por conta do regime de excelência em entretenimento adotado pela Coréia do Sul, Purple entende o quão fortemente as mulheres coreanas lutam pelos seus direitos políticos.

A relação da integrante do Red Velvet com o livro continua até no título do romance. Segundo Romero: "Irene gosta da cor púrpura. Quando eu estava imaginando como a coerana seria, era o rosto de Irene".

Já a outra protagonista, Sade, teve sua inspiração em Seulgi. Ainda de acordo com a autora: "Sade é gentil mas firme quando precisa ser. Ela é baseada em Seulgi. Ela parece gentil mas quando está se apresentando ou dançando, ela é forte. Eu fico chocada". E aí, você ficou interessade em ler essa história?

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema