Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
Red Velvet fez seu comeback na última segunda-feira (16). Depois de mais de um ano e meio sem lançamentos, o grupo de K-pop retorna com o sexto mini-álbum "Queendom". O trabalho já está fazendo um sucesso enorme, rendendo até mesmo recordes para Irene, Wendy, Yeri, Joy e Seulgi. Separamos cinco motivos por trás do sucesso do comeback do Red Velvet. Veja agora!

Depois de muita espera, Red Velvet fez seu comeback na última segunda-feira (16). O quinteto de K-pop lançou seu sexto mini-álbum "Queendom", com seis músicas, junto ao clipe da faixa-título, também chamada "Queendom". Em poucas horas, foi fácil perceber o tamanho do sucesso do lançamento do Red Velvet.

Além de ficar no topo dos charts de álbuns do iTunes em mais de 50 regiões do mundo - em países como Estados Unidos, Brasil, Canadá, Holanda, Egito e Tailândia -, as meninas bateram recorde se tornando o primeiro girl group a estrear no topo do iTunes dos EUA com quatro álbuns seguidos. Muito poder, não é?

Pensando nisso, o Purebreak separou cinco motivos que ajudam a entender todo o sucesso por trás do comeback do Red Velvet. Vem ver!

210816 Irene Seulgi and Yeri 1 - Red Velvet 레드벨벳 Queendom MV youtube [c9RzZpV460k] 주현 예리 아이린 슬기 레드벨벳 yeri seulgi red velvet queendom mv kpop irene comeback 210816 GIF

Comeback do Red Velvet foi muito aguardado

O comeback do Red Velvet era um dos mais aguardados do K-pop. A última vez que vimos o grupo em conjunto foi com o lançamento da versão "The ReVe Festival: Finale", com quatro faixas inéditas, em dezembro de 2019. Vale lembrar que o grupo teve que tirar uma pausa quando uma das integrantes, Wendy, sofreu um acidente no ensaio e foi hospitalizada no final daquele ano.

Desde então, os lançamentos de Red Velvet se tratavam dos solos das meninas. A própria Wendy, depois de recuperada, foi uma das que se aventurou na carreira individual, com a estreia do álbum "Like Water", em abril de 2021. Quem a acompanhou também foi a colega de grupo Joy, que lançou seu mini-álbum solo, "Hello", no final de maio.

Portanto, quando a SM Entertainment anunciou, no final de junho, que o Red Velvet faria um comeback depois de mais de um ano e meio, o fandom ficou muito animado, já com grandes expectativas do que viria por aí.

Red Velvet: Wendy é uma das integrantes que fez debut solo em 2021
Red Velvet: Wendy é uma das integrantes que fez debut solo em 2021

Red Velvet liberou calendário de divulgação elaborado

Como é costume em muitas empresas de K-pop, a divulgação do comeback de Red Velvet foi pesada. No começo de agosto, a SM Entertainment lançou o calendário com todas as datas importantes até a divulgação do álbum e do clipe. Assim, tivemos vários teasers, fotos conceituais muito bem feitas e bastante destaque para cada integrante.

Além disso, no dia do release, o Red Velvet fez uma live com o fandom, a "interRView vol. 7: Queendom", na qual as meninas participaram de jogos, responderam perguntas e ainda fizeram performances de duas faixas do B-side de "Queendom", "Pose" e "Hello, Sunset". Esse esquema de divulgação com certeza ajudou a alcançar os números incríveis que estamos vendo agora.

Mensagem importante com o mini-álbum

Em um mundo com tanto comeback e debut, com foco máximo em ter sucesso, as mensagens por trás das músicas e dos álbuns podem passar despercebidas. Esse definitivamente não é o caso com "Queendom". Quando anunciaram o lançamento, o Red Velvet falou um pouco do objetivo do novo trabalho: "A mensagem é que todes somos reis e rainhas de nossa vida e que brilhamos ainda mais quando estamos juntes. Esperamos que quem ouvir este álbum encontre força e fique feliz".

Já na versão Enhanced do álbum no Spotify, Irene, Wendy, Yeri, Joy e Seulgi explicaram também algumas faixas em específico. Em "Pose", por exemplo, as meninas dizem que "a música é para lembrar a todes que somos mais bonites quando estamos sendo nós mesmes" e para ouvir a canção toda vez que precisarmos de mais confiança.

Red Velvet quer passar mensagem sobre amor próprio com "Queendom"
Red Velvet quer passar mensagem sobre amor próprio com "Queendom"

Clipe de Red Velvet tem referências à cultura pop

O clipe de "Queendom", por si só, já é um dos motivos do sucesso do comeback. Com referências à "Alice no País das Maravilhas" e inspirações em looks vintages, chegando até a um visual futurístico na parte final do clipe, "Queendom" tem um pouco de tudo. Na história, as meninas trabalham em uma loja que devolve itens perdidos aos seus donos e, nisso, passeiam por vários cenários mágicos, com direito a muito efeito especial. Sem contar que as integrantes estão lindas demais em todo o MV.

Veja agora o clipe de "Queendom", do Red Velvet:

"Queendom" é inspirado em vários estilos

Uma palavra que consegue descrever esse novo trabalho do Red Velvet é versátil. A faixa-título carrega grande parte da mensagem do álbum, com um pop bem animado e sutil, mas ao longo das cinco faixas, conseguimos ver outras facetas do grupo de K-pop.

"Pose", por exemplo, aposta em um lado diferente, com batidas bem marcadas. Já "Knock on Wood" tem inspirações mais antigas, semelhantes aos anos 2000, enquanto "Pushin' N Pulling" vai para um lado de balada romântica, com referências ao R&B. Ou seja, em apenas seis faixas, o Red Velvet conseguiu oferecer um mini-álbum que vai agradar a todos os gostos!

Ouça agora o sexto mini-álbum do Red Velvet, "Queendom":

Com tantas faixas incríveis, a gente aposta que os números da nova era do Red Velvet só vão subir. Será que vem mais recorde por aí para o grupo de K-pop?

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema