Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

"BBB20": 5 coisas que o Purebreak gostaria de ver no reality
"BBB20": 5 coisas que o Purebreak gostaria de ver no reality
O "BBB20" começa no dia 21 de janeiro e o que está definido, já está definido. Mesmo assim, como quase especialistas deste reality que já conta com 20 edições, nós do Purebreak listamos 5 coisas que gostaríamos muito de ver na próxima temporada e que acreditamos ser fundamentais para o sucesso do programa.

O "BBB20" começa em breve e, apesar da empolgação que sempre rola para descobrir como será mais uma temporada do reality da Globo, muita gente está com o pé atrás por conta da última edição. Mesmo que o "BBB19" tenha contado com um grupo bem diversificado, faltou um pouco de carisma e, apesar da Paula ter ganhado o programa, muita gente não ia com a cara da mineira. Ou seja, a produção não teve tanta audiência quanto as produções anteriores. Mas como nós somos brasileiros e não desistimos nunca, o Purebreak preparou uma lista com 5 coisas que gostaria muito de ver no próximo "Big Brother Brasil":

1. Gente como a gente

Se o "Big Brother Brasil" era um programa de muito sucesso no passado e recorde de audiência, uma das razões que levava a isso era o fato do reality unir pessoas de verdade. Quer dizer, todas as pessoas que entram no programa são reais, mas o Purebreak está falando daquele tipo de pessoa que a gente "conhece" e não que parece que saiu um perfil perfeito no Instagram. O telespectador gosta de se reconhecer naquilo que assiste.

2. Nada de blogueiros

Dito isso, deu essa ideia de querer encher a casa com blogueiros, né? Esse pessoal que tem vários seguidores no Instagram, por exemplo, já chega cheio de dedos e está muito preocupado com a sua imagem. Ou seja, não se entregam da maneira que o "Big Brother Brasil" realmente exige.

3. Pessoas que não tem nada a perder

E é justamente por isso que o reality era tão divertido. Antes de ex-BBB se consolidar como uma profissão, as pessoas que topavam entrar no reality não tinham nada a perder. Sabrina Sato, por exemplo, já disse em uma entrevista que na época que participou do programa, em 2003, trabalhava em loja e por isso topou entrar. É óbvio que em 2020 as coisas não vão ser do mesmo jeito, afinal, as redes sociais são fundamentais para o jogo atualmente. Mas uma pessoa que não está tão preocupada com a sua imagem tende a ser mais real.

4. Um grupo que represente o Brasil

Sabe aquela história do "gente como a gente"? A verdade é que o "BBB" está bem mais parecido com o "De Férias com o Ex Brasil" do que qualquer outra coisa. O "Big Brother Brasil" é um programa sobre pessoas e para que ele realmente funcione, a diversidade é mais do que importante. Queremos gente de cores, tamanhos e sotaques diferentes para representar o melhor do Brasil.

5. Mais carisma

Sim, o Purebreak sabe que o "BBB" é um programa de estratégia também. No entanto, o brasileiro é um povo muito apaixonado e que adora escolher um herói. O problema é que cada edição traz apenas um protagonista - que às vezes está mais para antagonista né, Paula? Brincadeiras à parte, ninguém curte ver o pessoal falando só sobre jogo, perdendo tempo em festa falando de voto. A gente quer ver uma galera divertida, bebendo todas e aproveitando tudo o que o jogo tem a oferecer. Ou seja, precisamos de personagens mais carismáticos.

Big Brother Brasil
Veja quais famosos não estarão no "BBB21"
"BBB21" repetirá fórmula com famosos e anônimos e será a edição mais longa da história
"BBB21": Boninho confirma que próxima edição não terá celebridades e influenciadores
Após "BBB20", Thelma revela arrependimento e diz como está sua relação com Marcela
ver todas as notícias de Big Brother Brasil Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema