Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Na última quinta (2), a Any Gabrielly participou de uma live da jovem influencer Fatou Ndiaye e o resultado não poderia ter sido mais necessário! Durante o bate papo, a brasileira do grupo Now United revelou como o racismo afeta diretamente a sua vida pessoal e profissional. Para a cantora e dançarina, tudo para ela sempre foi mais difícil.

Sem dúvidas, a presença de Any Gabrielly no grupo Now United é extremamente importante. Na última quarta (2), a cantora e dançarina de apenas 17 anos debateu sobre um tema muito necessário: racismo. A dubladora da Moana foi a convidada da jovem influencer Fatou Ndiaye para a live da vez, que você encontra ao final da matéria caso tenha perdido ou queira rever. Afinal, essas duas são muito preciosas, né?!

Durante o bate papo que rendeu bons minutos, Any revelou algumas situações em que foi vítima de preconceito. Para integrante do Now United, sempre foi muito difícil conquistar as coisas. "É pouco frustrante isso. Não entra na minha cabeça como a cor pode determinar tanta coisa, como a sua vida pode ser, né, e o que você não pode ser. Eu observo em vários projetos. O negro nunca é o favorito, nunca é o que o povo comenta mais sobre e isso é muito triste", lamentou. "A gente está sempre ali trabalhando. Às vezes fazendo um trabalho melhor do que outras pessoas e não tem esse reconhecimento".

Any admite que não enxergou situações de racismo quando entrou no Now United

É sempre bom lembrar que Any Gabrielly ainda é uma adolescente, né?! Na conversa, a cantora afirmou que tem aprendido muitas coisas sobre a questão racial agora. "Quanto mais eu cresço mais eu vou percebendo certas atitudes, certos momentos que eu olho pra trás e falo 'Cara, isso foi racismo total", comentou a brasileira em relação a algumas situações que ela e Diarra Sylla, a integrante do Senegal, já enfrentaram.

Você pode conferir a live completa abaixo!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema