9 Fotos
Veja as fotos!
O Brit Awards, a maior premiação britânica de música, deu um passo importante nesta segunda-feira (22). Os organizadores do evento anunciaram que as categorias não serão mais divididas por gênero - "Melhor Cantor" e "Melhor Cantora". Assim, novos prêmios serão criados. Entenda como será o esquema no próximo ano e o que motivou a mudança!

Nesta segunda-feira (22), os organizadores do Brit Awards fizeram anúncio oficial, confirmando que a premiação se junta ao grupo de eventos que não têm categorias divididas por gênero - assim como, por exemplo, o VMA, que adota a política desde 2017. Agora, em vez de categorias com "cantor" e "cantora", teremos termos não-binários como "artista".

A decisão vem após pedido público de Sam Smith, cantore não-binárie, que foi excluíde de categorias específicas por não se enquadrar em nenhum dos dois gêneros estipulados pela premiação. Porém, na época, o Brit Awards levantou que abolir a divisão entre "homens" e "mulheres" poderia não ser a decisão mais democrática.

Vem entender o que rolou e quais são as novas categorias!

Brit Awards anuncia novas categorias

Para o Brit Awards de 2022 as categorias "Artista Masculino" e "Artista Feminina" serão reunidas em "Artista do Ano", assim como o prêmio para "Melhor Artista Internacional", que também possuía divisão por gênero.

Além disso, as categorias focadas em gêneros musicais retornam ao Brit Awards, com prêmios para "Artista Alternativo / Rock", "Artista Pop / R&B" e "Artista de Dance / Hip-Hop / Rap / Grime". Em 2022, também haverá premiação honorária para "Compositor do Ano".

Sam Smith falou sobre necessidade de categorias não-binárias no Brit Awards
Sam Smith falou sobre necessidade de categorias não-binárias no Brit Awards

Sam Smith tinha exigido categorias não-binárias

O assunto sobre premiações não-binárias não é de hoje. Como dito, artista Sam Smith já tinha defendido a pauta em 2021, quando não pode ser indicade às categorias mais importantes da noite. Em post nas redes sociais, Sam fez pronunciamento sobre o assunto: "Estou ansiose para o dia em que as premiações se tornem um reflexo da sociedade que vivemos. Vamos celebrar todes, independente de gênero, raça, idade, deficiência, sexualidade e classe", escreveu em post foi apagado um pouco depois.

Como resposta, os organizadores afirmaram que o Brit Awards está comprometido com a diversidade, porém havia o receio de que uma mudança pudesse, por consequência, trazer menos inclusão por outro lado. Por exemplo, uma categoria não-binária trazia o risco de homens ganharem mais prêmios do que mulheres. "Precisamos fazer consultas mais abrangentes antes de mudarmos, para ter certeza que estamos no caminho certo", afirmou a organização.

Esse, inclusive, é um dos motivos que justifica a criação de categorias de gêneros específicos, já que torna possível a inserção de mais candidatas mulheres.

Cantora Rina Sawayama fez mudança histórica no Brit Awards
Cantora Rina Sawayama fez mudança histórica no Brit Awards

Brit Awards já se envolveu em polêmica de diversidade

Ainda em 2021, outra polêmica foi levantada sobre as regras e critérios para indicação. A cantora nipo-britânica Rina Sawayama não pode competir no Brit Award 2020, por não ter nascido no Reino Unido, apesar de viver na Inglaterra há 26 anos. Após reuniões com chefes e responsáveis pelo prêmio, houve uma mudança nas normas.

Agora, artistas que são residentes do Reino Unido por mais de cinco anos podem concorrer às principais categorias. É possível perceber que, de ano em ano, o Brit Awards se esforça para incluir mais artistas. Que bom!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema