Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O mais velho do BTS, Jin, tem de fato muita pressão para sempre treinar e melhorar suas habilidades. Mas, como todas as pessoas, o artista de 28 anos tem suas dificuldades. Em entrevista à Weverse Magazine, lançada nesta quarta-feira (28), o jovem falou sobre período deprimido, maiores desafios no grupo e a importância de fazer seus fãs felizes. Vem ver!

Jin, do BTS, é o terceiro integrante do grupo a dar entrevista para a Weverse Magazine, como parte de divulgação do álbum "Butter". A matéria foi liberada nesta quarta-feira (28) e mostra uma versão calma, segura e mais otimista do membro mais velho do BTS. Até agora, já conferimos o desabafo de Jungkook e relatos de J-Hope sobre a fama.

Além de falar sobre a repercussão de seu lançamento solo em 2020, "Abyss", o artista relembrou período depressivo - que inspirou a canção -, falou sobre suas maiores dificuldades no BTS e o que o motiva a sempre continuar treinando.

Confira os melhores momentos da entrevista!

Jin se adaptou à rotina do BTS

Ser um dos maiores idols de K-pop com certeza requer muita energia e motivação, o que nem sempre é fácil. Em outras entrevistas, Jin falou sobre a dificuldade em equilibrar suas atividades e preservar sua saúde física e mental. Hoje, o rapaz de 28 anos parece ter isso sob controle. "Eu esvaziei minha mente e trabalhei em algumas questões. Estou realmente muito melhor agora. Depois de ter essa rotina caótica por um tempo, estou um pouco mais saudável e dormindo mais também", afirma.

 

BTS: Jin abriu o coração para a Weverse Magazine
BTS: Jin abriu o coração para a Weverse Magazine

Jin ainda fala que, para além de ser um astro, a cultura coreana exige um nível de produtividade grande e os mais velhos podem sofrer mais com isso - como é o caso do "primogênito" do BTS. "Os coreanos da minha idade não tem escolha a não ser sempre melhorar. Até mesmo seus hobbies têm que ser produtivos. Mas pelo nosso próprio bem, precisamos de um tempo de estabilidade, com nossas mentes. Mesmo que isso pareça 'inútil'", revela o rapaz, que consegue agora aproveitar dias em que só dorme, come e assiste televisão.

"Abyss" ajudou Jin durante depressão

Em comemoração ao seu aniversário, em dezembro do ano passado, Jin lançou "Abyss", uma música honesta e um pouco triste, diferente do que o ARMY está acostumado a associar ao artista. "Eu quero que meus fãs me vejam feliz, não queria que eles soubessem que me sinto assim às vezes. Mas de vez em quando eu preciso falar sobre o que está dentro de mim", afirma Jin.

Além disso, o cantor completa dizendo que até agora não se conhece muito bem e, na época em que trabalhava no hit, estava deprimido. O resultado foi como conseguiu expressar essa parte mais reservada de sua vida. Após a produção e lançamento, Jin diz ter se sentido aliviado. "Eu nunca tive a chance de me conhecer e eu sentia que estava afundado no meu próprio oceano e finalmente voltei à superfície para andar na praia".

 

Algumas atividades do BTS ainda são difíceis para Jin
Algumas atividades do BTS ainda são difíceis para Jin

Jin tem dificuldade com atividades do BTS

O integrante do BTS confessou durante entrevista que ainda tem dificuldade em atividades específicas, como na dança. Por isso, dependendo da performance, precisa ensaiar ainda mais do que o resto do grupo. "Praticar às vezes é um fardo. Sou mais lento para aprender os movimentos. Quando ensaiei com o diretor Sung Deuk, ele ficou preocupado no começo. Mas depois de duas ou três semanas de apresentações de 'Butter', ele disse 'nossa, esse Seokjin é o cara que todos estão elogiando?'. Achei até que ele estava brincando comigo", relembra Jin.

Outra questão que é um desafio para o artista é memorizar as letras. "Acho que alguns dos membros pegam muito rápido, mas não é assim para mim. Quando uma nova música é feita, eu tenho que praticar por, pelo menos, quatro ou cinco dias para realmente decorá-la". Jin se sentiu especialmente desafiado durante o BTS 2021 MUSTER, quando fez partes de rap nos covers de "Daechwita" e "Chicken Noodle Soup". Ele lembra que, todos os dias, praticava as letras por pelo menos 15 minutos. Esse ritual aconteceu por bastante tempo, segundo Jin.

https://k.kakaocdn.net/dn/3Uuw5/btqAfTeVQOO/hVsReyyRBEPeArrnduDSJK/img.gif  | Bts jin, Suami saya, Romansa

"Eu quero ver quem gosta de mim feliz", diz Jin

Durante toda a entrevista, Jin não deixou de mencionar a importância do ARMY não só para o BTS, como um todo, mas para sua própria performance. Grande parte de sua motivação, inclusive, vem da reação do fandom. "Eu me esforço muito, evitando ficar exausto, para que eu possa ver as pessoas no Twitter ou no Weverse falando que eu melhorei ou que estou fazendo um bom trabalho", afirma.

Por isso, shows e premiações remotas podem ser complicados, já que eles não podem conferir ao vivo a reação do ARMY. "Não conseguimos sentir a vibe da pessoa, nem nada. E eu não uso tanto a internet também a ponto de suprir essa necessidade", confessa Jin.

Como forma de agradecimento, Seokjin só quer fazer as pessoas felizes. "Espero que meus fãs não parem de rir. Eu não sou muito bom em falar coisas fofas assim, não é minha personalidade. Mas me esforço muito para fazer posts ou deixar comentários engraçados nas redes, só para deixá-los mais animados. Eu espero que todas as pessoas que gostam de mim estejam felizes", conclui o idol.





BTS
BTS tem seis clipes com mais de 1 bilhão de views. Qual é o seu preferido?
Você consegue adivinhar o integrante do BTS só pelo look no clipe? Faça o quiz!
RM, do BTS, revela luta contra depressão em seu aniversário: "Todo dia é uma guerra"
Reality show do BTS, "In The Soop", vai ter 2ª temporada. Saiba mais!
ver todas as notícias de BTS Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema