Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
9 Fotos
Veja as fotos!
BTS fez um discurso emocionante nesta terça-feira (31) na Casa Branca. Convidados pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o grupo fez sua primeira aparição na residência oficial para falar sobre diversidade e a importância de lutar contra o racismo. "A igualdade começa quando nos abrimos e abraçamos nossas diferenças", afirmou Suga. Veja destaques!

Nesta terça-feira (31), o BTS fez um importante discurso na Casa Branca, em comemoração ao fim do mês da Herança Asiático-americana e das Ilhas do Pacífico. O grupo de K-pop mostrou a importância da diversidade e do respeito às diferenças, em tempos que crimes de ódio contra asiáticos crescem nos Estados Unidos.

Com fala iniciada e concluída por Namjoon, o RM, os sete integrantes do BTS se dividiram no discurso emocionante, que foi traduzido por um intérprete posteriormente. Na saída, os meninos até receberam recado especial de um jornalista que estava presente na coletiva.

É claro que o Army foi mencionado e, mais uma vez, o BTS fez a sua parte para transformar o mundo em um local melhor e mais igualitário. Confira!

BTS agradece es fãs em discurso: "Estamos aqui graças ao Army"

J-Hope foi o primeiro a citar es fãs, evidenciando a importância do Army e a diversidade do fandom, que existe por todo o globo. "Estamos aqui hoje graças ao nosso Army, nossos fãs em todo o mundo, que têm nacionalidades diferentes, culturas e falam línguas diversas", afirmou o idol.

Em seguida, Jungkook relembrou a capacidade da música de unir e se mostrou mais uma vez incrédulo com a força do BTS e a maneira com que o grupo alcançou países tão distantes. "Ainda nos surpreendemos que músicas criadas por artistas sul-coreanos conseguem alcançar tantas pessoas ao redor do mundo, transcendendo língua e barreiras culturas. A música é uma ferramenta de unificação incrível", disse o maknae do grupo.

Suga e V falam sobre diversidade: "Não é errado ser diferente"

Já mais para o final do discurso, Suga e V ressaltaram a importância do respeito. Eles também mencionam que, como ídolos internacionais, enxergam a diversidade como algo positivo e acreditam em um mundo mais igualitário no futuro. "Não é errado ser diferente. A igualdade começa quando nos abrimos e abraçamos nossas diferenças", afirmou Suga, que lançou feat. com Psy no último mês.

V completou o companheiro de grupo, afirmando: "Todos temos a própria história. Esperamos que este seja um passo para respeitarmos todes e cada um, como uma pessoa valiosa".

Nem precisa dizer que o Army morreu de orgulho, né? Inclusive, as tags mencionando a visita do BTS à Casa Branca estão nos assuntos mais comentados do Twitter.

Jornalista mostra apoio ao BTS

Quando os sete já estavam se retirando do palco, após a assessora da Casa Branca proibir perguntas aos integrantes, um dos jornalistas presentes fez questão de se manifestar. Em coreano, o repórter grita algo como "Força, BTS" - que seria uma forma de demonstrar apoio ao grupo.

Todos sorriem e agradecem pela fala, enquanto se despedem dos demais presentes. Que bom que tinha um representante do Army lá para dar esse recado especial, né?

É muito orgulho! E isso porque ainda nem chegamos no lançamento de "Proof", que já acontece no próximo dia 10. O fandom não aguenta!

BTS
BTS põe fim no hiato e volta com programa de variedades
J-Hope, do BTS, no Lollapalooza: 6 melhores momentos do show
J-Hope, do BTS, no Lollapalooza: veja como assistir ao show de graça
BTS na Copa do Mundo 2022: grupo quebra "hiato" para evento
ver todas as notícias de BTS Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema