Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Entenda o que é heterossexualidade compulsória e como isso atrasou a vida de Kristen Stewart e ainda atrasa a de tantos jovens LGBTs
Entenda o que é heterossexualidade compulsória e como isso atrasou a vida de Kristen Stewart e ainda atrasa a de tantos jovens LGBTs
Se você se considera LGBT, com certeza se lembra como foi difícil chegar até essa conclusão. Afinal, nossa sociedade vive dizendo que não pode ser gay, lésbica ou qualquer outra coisa que fuja do padrão hetenormativo. E é justamente por isso que muitas pessoas demorarm para se descobrir. Na verdade, tem gente que afirma que é 100% hetero, mesmo que não seja. Sim, é isso que nós chamamos de heterossexualidade compulsória.

Se assumir não é uma tarefa fácil e só quem já passou por isso sabe como é uma tarefa complicada. Então, se você já é um LGBT assumido, com certeza tem na memória todo o tempo que levou até chegar a essa conclusão. Sem falar na coragem de falar sobre isso com outras pessoas, né? Se assumir gay ou lésbica é uma questão porque vivemos em uma sociedade heteronormativa e qualquer coisa que fuja dessa norma é considerado ruim. Esse padrão é tão forte na nossa cultura, que existem pessoas que passam anos achando que realmente são heterossexuais. E isso, meus amigos, é o que nós chamamos de heterossexualidade compulsória.

Assim que a gente nasce, antes mesmo de começarmos a falar, as outras pessoas já estão definindo a nossa sexualidade. Quem nunca ouviu um adulto falar "esse aí vai ser pegador" para uma criança do sexo masculino? Pois é, todos esses padrões vão sendo construídos desde cedo e é por isso que quando nos tornamos adolescentes ficamos tão confusos. No entanto, enquanto algumas pessoas passam por esse processo de se descobrir LGBT, outras nem irão se preocupar com isso porque é "óbvio" que elas são heterossexuais e não existe outra possibilidade. Afinal, esse é o "normal". Certo? Errado.

E o que a Kristen Stewart tem a ver com toda essa história? Bom, a atriz trabalha com cinema e televisão desde muito nova, mas estourou de verdade quando deu vida à inocente Bella, da saga "Crepúsculo", produção que fez bastante sucesso entre 2008 e 2012. Quando o primeiro filme estreou, Kristen tinha apenas 18 anos e, com o sucesso do longa e do casal formado com Robert Pattinson, todo mundo queria ser Kristen. Ou seja, a americana passou a ser exemplo para vários adolescentes, principalmente meninas.

Esse é o ponto da história em que a gente não sabe muito bem o que aconteceu, mas entendendo como a indústria do entretenimento mais ou menos funciona, não é difícil imaginar que tenham barrado Kristen de ser ela mesma. Somando isso com o sucesso do filme e o fato de que "todo mundo é obviamente heterossexual", é mais fácil entender porque Kristen e Robert começaram a namorar - Desculpa ter acabado com o shipp dos seus sonhos, tá?

Obviamente nós estamos falando de um caso extremo e que envolve muito mais do que a consciência da própria pessoa. Mas se a cultura heteronormativa não estivesse tão enraizada na nossa sociedade, as coisas poderiam ser diferentes. Se todo mundo tivesse a liberdade de se questionar, Kristen já poderia estar namorando com outra garota aos 18 anos e não precisaria ter passado pelo processo de se assumir - que nunca é fácil - para o mundo inteiro.

E porque a gente acha que a heterossexualidade compulsória atrasou a vida de Kristen? O relacionamento com Robert Pattinson chegou ao fim em 2013 e um ano depois ela se assumiu bissexual. Tudo ainda de uma maneira muito tímida, negando qualquer tipo de rótulo. Acontece que, logo depois disso, a atriz só se relacionou com outras mulheres. Você pode achar que isso é apenas uma coincidência, mas o Purebreak vai arriscar na heterossexualidade compulsória. Vale lembrar que em 2017, durante sua participação no "Saturday Night Live", Kristen chegou a se assumir como gay (a palavra também é usada para se referir à lésbicas nos Estados Unidos).

Assim como você, nós do Purebreak apenas acompanhamos a vida de Kristen Stewart de longe. Porém, sabemos que ela não foi a primeira e nem última artista - pessoa, na verdade - do mundo que precisou passar por um longo processo até se entender LGBT. Fernanda Gentil, Hugo Bonemer, Fernanda Costa, Ricky Martin, Daniela Mercury, Bruna Linzmeyer, Ellen Page, Ellen DeGeneres, Neil Patrick Harris, Wentworth Miller, Zachary Quinto, Colton Haynes, Sara Ramirez, Amandla Stenberg e Matt Bomer são só alguns exemplos de celebridades que, em determinado momento de suas vidas, estiveram "escondidas" dentro de uma ótica heteronormativa por acharem que esse era o caminho natural.

Kristen Stewart
Saiu o 1º trailer da nova versão de "As Panteras" e a internet já está enlouquecida com essa farofa
Kristen Stewart apareceu no aniversário de Taylor Lautner e os fãs de "Crepúsculo" estão surtando!
A Kristen Stewart demorou anos para se assumir e tudo isso é culpa da heterossexualidade compulsória
Casa de Bella Swan em "Crepúsculo" é colocada à venda nos Estados Unidos
ver todas as notícias de Kristen Stewart Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema