Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

As Olimpíadas de Tóquio começaram sexta-feira passada (23) e já trouxeram fortes emoções para os corações dos brasileiros. Medalhas conquistadas, choro com os atletas e feitos históricos já marcaram o evento, que está longe de acabar. Mas se engana quem acha que essa é a única vez que os esportistas brasileiros estão marcando o evento. Vem com a gente relembrar 5 momentos marcantes na história do Brasil nos Jogos Olímpicos.

A lista de todos os feitos incríveis do Brasil no esporte e, principalmente nas Olimpíadas, é grande, mas alguns acontecimentos se tornaram favoritos e marcaram a galera nessa longa jornada do país na competição. Seja por uma memória afetiva, pelo significado histórico ou por puro orgulho pela conquista de uma medalha nos Jogos Olímpicos, eles com certeza dão orgulho de ser brasileiro e podem te surpreender. Vamos conferir e relembrar 5 desses momentos?

1 - Primeira medalha de ouro olímpica do Brasil em 1920

Isso já aconteceu há mais de 100 anos e não tem quem lembre do momento exato, mas com certeza foi um marco incrível para o país. A história foi feita na Bélgica, onde Guilherme Paraense fez algo inédito e conseguiu o 1º lugar na categoria do Tiro Esportivo. A primeira medalha de ouro das muitas que o país viria a conquistar.

2 - Thiago Braz no Salto com Vara em 2016

Thiago Braz surpreende e fatura o ouro com recorde olímpico no salto com  vara - Olimpíada no Rio | Folha

Outro grande momento do Brasil nas Olimpíadas aconteceu recentemente, no Rio, em 2016. Durante a competição do Salto com Vara, Thiago Braz competia com Renaud Lavillenie, o favorito da competição, para o primeiro lugar. Com sangue nos olhos, o francês conseguiu bater o recorde olímpico até então, atingindo 5,98m. Em seguida, seu adversário brasileiro foi literalmente às alturas e ainda passou a marca, estabelecendo o novo recorde mundial até então, de 6,03m, gerando uma forte comoção da torcida brasileira. O adversário não alcançou a marca e Braz levou a desejada medalha dourada para casa. Foi tenso!

3 - Vôlei feminino em Londres 2012

História do Voleibol: Quando surgiu e chegada ao Brasil

Parecia que tudo estava perdido. A equipe brasileira de Vôlei feminina era azarão nas Olímpiadas de Londres em 2012. O time tinha sido derrotado duas vezes pela Rússia nas finais dos Mundiais de 2006 e 2010 e na semifinal de 2004. No entanto, nas quartas de final dos Jogos na Inglaterra, as garotas mandaram bem e conseguiram vencer s rivais, em uma disputa acirrada. A partida teve um tie-break - o famoso desempate nessa modalidade de esporte - emocionante e decretou a vitória brasileira. Depois disso, a equipe só decolou, até chegar ao primeiro lugar, alcançando o bicampeonato. Na época, poucos acreditavam no time feminino, mas elas provaram que estavam errados e arrepiaram os brasileiros.

4 - Futebol Masculino nas Olimpíadas em 2016

Olimpíadas 2016 – melhores momentos – Revoltadinha

A primeira medalha de ouro da história do Brasil no Futebol nas Olimpíadas veio em casa. Essa também foi uma reviravolta histórica. Na final, quem iria competir contra o país era ninguém menos que a seleção da Alemanha, aquela que fez nosso país virar chacota após o famoso 7x1 na Copa do Mundo de 2014, como não lembrar? Pois é, mas a sorte, desta vez, estava a nosso favor. Em um jogo acirrado, a partida acabou em 1 a 1. Mesmo com a prorrogação, o resultado não foi decidido, o que levou aos emocionantes pênaltis. Nessa, o Brasil levou a melhor e conquistou o título em casa. Incrível!

5 - Rayssa Leal, a Fadinha do skate, e sua medalha de prata em Tóquio 2020

Rayssa Leal, skatista brasileira de nove anos – Virgula

Essa nem deu para esquecer ainda. Mesmo há tão pouco tempo, o feito de Rayssa Leal já se tornou memorável. Nas Olímpiadas de Tóquio, a Fadinha contrariou as expectativas e conquistou o segundo lugar no Skate Street. Arrematando não só um lugar no pódio, mas também o amor e apoio dos torcedores brasileiros, quando fez história como a mais jovem medalhista olímpica brasileira. Com apenas 13 anos, Rayssa já é uma inspiração para muitas novas skatistas que podem, agora, chegar onde ela chegou.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema