Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Aí você se pergunta: tanto tempo de estudo pra isso?

Quanto mais a gente procura, mais bizarrices encontramos por aí. E é preciso ser sincero, mesmo que muitas pessoas inteligentes sejam responsáveis por invenções que mudam o mundo, às vezes essa galera exagera nas ideias. Entre muitas inutilidades, tem aqueles aplicativos que servem absolutamente pra nada. Afinal, o que essas pessoas estavam pensando?

Até mesmos os japoneses, super admirados pela inteligências, já andaram produzindo uns joguinhos bem estranhos. Inspirados em tudo isso, o Purebreak separou as 12 pesquisas científicas mais bizarras que já foram feitas!

Não que todo mundo tenha a obrigação de ser um super cientista, longe disso, mas tem uma turminha bem difícil de defender. Em 2013, um grupo de pesquisadores saiu pra balada, mas não com o intenção de se divertir. Eles foram conversar com os bêbados, isso mesmo. O objetivo era saber o que eles pensavam. E o resultado foi: quanto mais embriagadas, mais atraentes as pessoas se sentem. Precisava mesmo de todo esse trabalho pra descobrir uma coisa dessas?

Há futuro pra quem adora compartilhar o que come no Instagram! No ano de 2005, o Dr. Yoshiro Nakamats foi homenageado em uma premiação de nutrição, pelo simples fato de ter fotografado e análisado suas refeições durante 34 anos! E aí, será que os seus seguidores no Insta vão aguentar?

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema