Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

A artista abriu o coração sobre os anos que enfrenta a doença e revela como tudo começou e, claro, quais são seus maiores desafios desde então. A situação ficou ainda pior quando os fãs de "Game of Thrones" começaram a atacá-la por causa da atuação ou de sua personagem, a Sansa. Isso fez a atriz acreditar que não fazia o seu trabalho bem e a deixou pior ainda. Você é maravilhosa, Sophie!

Falar sobre depressão algum tempo atrás era um grande tabu. Até porque, muita gente (até hoje, na verdade) considerava a doença um drama ou uma forma de chamar atenção. Com o tempo, a maioria das pessoas foi percebendo a gravidade da situação e que a depressão pode tirar vidas. Com isso, muitos artistas também tomaram a liberdade de falar sobre seus próprios sofrimentos e foram incentivando os fãs que passavam pelo mesmo e esse foi o caso de Sophie Turner. Ao participar do programa "Dr. Phil", a atriz de "Game of Thrones" falou que já pensou em suicídio algumas vezes e que enfrenta a doença há seis anos!

"Eu não fui depressiva quando era mais nova, mas eu cheguei a pensar bastante em suicídio quando era jovem. Talvez tenha sido apenas um fascínio esquisito, mas sim, eu costumava pensar nisso", explica. "Eu sofro com depressão há cinco ou seis anos. O maior desafio para mim é sair da cama e sair de casa. Aprender a se amar é o maior desafio", continua.

Sophie ainda disse que as críticas que recebeu fizeram a situação piorar: "Eu dizia para mim 'Sim, eu sou gorda, eu sou uma má atriz'. Eu apenas acreditava. Eu pedia à equipe da série para apertar ao máximo o meu espartilho. Eu não tinha nenhuma motivação para sair. Até os meus amigos eu não queria ver. Eu apenas chorava e chorava", revelou a intérprete da Sansa. Ainda bem que a atriz percebeu que isso tudo não passava de maldade das outras pessoas e que ela é maravilhosa e uma ótima atriz! Que nossa Sophie se recupere logo da depressão!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema