Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Até agora estamos tentando entender o motivo de toda a confusão depois que Halle Bailey foi escolhida para interpretar a Ariel no live-action de "A Pequena Sereia". Tem muita gente revoltada com o fato de que a princesa é branca e ruiva na história e fechando os olhos para a VERDADEIRA importância da escolha. Ah, esse racismo mascarado de perfeccionismo...

Quando a notícia de que teria um live-action de "A Pequena Sereia" abalou as estruturas dos fãs da animação. A cada novidade, o assunto rapidamente virava Trending Topics e as pessoas encontravam-se cada vez mais animadas com a ideia. Aí a produção divulgou que a cantora Halle Bailey interpretaria Ariel. Sim, uma artista negra. Pronto, isso foi o suficiente para o tempo fechar e fez um monte de gente, pasmem, reclamar da escolha, afirmando que Ariel é ruiva e que uma atriz branca deveria interpretá-la. Hm, então tá...

Aparentemente, muita gente não vê o tom preconceituoso nas reclamações (com direito a muitas frases iniciando com 'não sou racista, longe disso') e, então, começaram a usar uns argumentos sem muito fundamento.

Da mesma forma que foi uma atriz branca quem interpretou a Jasmine no live-action de "Aladdin" e ninguém nem reclamou? Ahhh...

Um homem tentando criticar o feminismo de alguma forma, em um assunto que não é somente a respeito da voz das mulheres, mas sim da REPRESENTATIVIDADE... Tendi.

Gente, vocês querem realismo? Então, vamos nessa: "A Pequena Sereia" é baseada em um conto do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. Pois é, a obra não saiu da cabeça do pessoal da Disney, não! Na história original, não existe nenhuma descrição sobre a aparência da personagem, além de Ariel não se casar com o príncipe. E tem mais: Ariel morre. Vocês ainda querem que o live-action siga os passos da história ORIGINAL? Ata.

AGORA, uma explicação mais detalhada da importância da nossa amadíssima Ariel ser interpretada pela Halle Bailey:

Por que uma simples escolha de uma atriz pode causar tanta revolta só pelo fato dela ser negra? Representatividade é importante demais e, tão importante quanto, é cada um se conscientizar sobre os assuntos que, ultimamente, as pessoas têm tomado como prioridade para serem discutidas.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema