9 Fotos
Veja as fotos!
Olivia Rodrigo, Harry Styles e Ariana Grande foram apenas alguns dos famosos que já se posicionaram sobre possível alteração na política de aborto nos Estados Unidos. Documentos vazados na última semana mostram que a Suprema Corte pode revogar o direito, estabelecidado em 1973. Confira 7 celebridades que também se posicionaram!

O direito das mulheres está ainda mais em pauta! Na última terça-feira (3), documentos vazados sugerem que a Suprema Corte dos Estados Unidos poderia alterar e anular a decisão Roe vs. Wade, responsável por legalizar o aborto em todo o território estadunidense, em 1973.

Atualmente qualquer pessoa pode interromper a sua própria gravidez no país até o primeiro trimestre e esse direito é garantido pela 14ª Emenda da Constituição. Assim, se algum governo for contra o procedimento, ele estará contrariando à legislação.

A mudança, que a Suprema Corte pode realizar, autoriza que os próprios estados regulem o aborto - podendo até mesmo proibi-lo em determinado período da gestação. Como resposta, muitas figuras políticas e celebridades estão se manifestando contra a medida conservadora, que deseja diminuir os direitos das mulheres.

Confira 7 nomes que já fizeram a sua parte, divulgando informações sobre o que está rolando nos Estados Unidos!

Olivia Rodrigo

A cantora de "good 4 u" foi uma das artistas mais recentes a se posicionarem. Olivia Rodrigo aproveitou o show da Sour Tour em Washington, local onde é a Suprema Corte, para dar um recado aos fãs na última quarta-feira (4). Ela disse que não poderia deixar a oportunidade passar e diz que está de coração partido.

"Nossos corpos nunca deveriam estar nas mãos dos políticos. Eu espero que a gente levante nossa voz para proteger nosso direito ao aborto seguro, que é um direito pelo qual muitas pessoas lutaram tanto", disse no palco.

 

Harry Styles

Harry Styles não costuma publicar informações para além do seu trabalho nas redes sociais. Mas, o artista - que recentemente estrelou trailer de novo filme -, também utilizou o seu Instagram para postar stories sobre a atual situação nos Estados Unidos. Harry sempre se posiciona sobre os direitos das minorias e não seria diferente agora. O britânico divulgou arte que dizia, repetidas vezes, "homens não deveriam fazer leis sobre os corpos das mulheres". Deixou o recado, né?

Ariana Grande

Apoiadora declarada do Partido Democrata, Ariana Grande também usou as redes sociais para republicar texto sobre a possível proibição do aborto. A cantora não perdeu tempo, divulgando uma mensagem super pesada e real. "Se você apoia o aborto só em casos de estupro ou incesto, você está reforçando a ideia que, para uma mulher ter direito sobre o seu corpo, alguém precisa violá-lo antes", aparece escrito.

Ela também repostou vídeo em que é possível ver a senadora Elizabeth Warren em passeata, incentivando as mulheres e os demais presentes a lutarem pelo seus direitos.

Dove Cameron

Dove fez a sua estreia no Met Gala na última segunda-feira (2), mas isso não quer dizer que a atriz e cantora deixaria uma situação tão importante como essa passar em branco. Extremamente vocal sobre seu posicionamento político e de defesa das mulheres, a loira repostou texto que dizia: "Até os seus órgãos não podem ser doados após a sua morte sem permissão explícita, pré-falecimento. Negar o direito das mulheres ao aborto significa que temos menos autonomia do que um cadáver".

Phoebe Bridgers

A cantora Phoebe Bridgerts, que é bem próxima de Taylor Swift, falou sobre a possível proibição e ainda revelou que já fez um aborto - mostrando que sabe a importância do processo, ou pelo menos a possibilidade de realizá-lo. "Eu fiz um aborto em outubro do ano passado, enquanto estava de turnê. Eu fui a um centro de paternidade planejada e eles me deram uma pílula. Todos merecem acesso ao procedimento", escreveu no Twitter.

Keke Palmer

A atriz também já falou, anteriormente, sobre ter feito um aborto. Em entrevista, Keke Palmer disse que, na época, sentia que se tornar mãe poderia prejudicar a sua carreira, que ainda estava no começo. Pelo Twitter, a artista retweetou comentário de outra mulher, afirmando que o foco dos "pró-vida" não está na criança. Afinal, se fosse pelo bebê, o parto seria um procedimento financeiramente acessível e os pais teriam licença após o nascimento - o que não rola em todo o lugar nos Estados Unidos.

Jameela Jamil

Uma das estrelas da série "The Good Place", Jameela Jamil é uma das vozes mais ativas no movimento pró-legalização do aborto. Após vazamento de documentos da Suprema Corte, ela usou o Instagram para contar a sua experiência aos seguidores: "Fazer um aborto salvou a minha vida. Não foi difícil, eu vivo sem arrependimentos. Apenas alívio e gratidão", afirmou. Jameela também lembra, entretanto, que não é um processo fácil para todes. Por isso mesmo, deve ter acompanhamento psicológico, como acontece nos países em que o aborto é legalizado.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema