Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
O Globo de Ouro de 2022 foi, no mínimo, diferente. A premiação aconteceu no último domingo (9), sem tapete vermelho e transmissão na TV, após polêmicas envolvendo os organizadores do evento. Porém, alguns dos vencedores podem ser a prova de que o Globo de Ouro está comprometido a inserir mais diversidade em sua lista de indicações e vitórias, dialogando com várias mudanças na indústria do entretenimento. Confira!

O Globo de Ouro 2022 aconteceu no último domingo (9), sem plateia, tapete vermelho ou transmissão ao vivo na televisão. Além do aumento de casos de Covid-19, pelo surgimento da variante Ômicron, as mudanças na premiação se deram também como forma de abafar algumas polêmicas envolvendo os organizadores do evento.

Após terem sido acusados de suborno e troca de favores, influenciando a predominância de héteros, brancos e cis na lista de indicados, diversos profissionais, estúdios e até mesmo emissoras iniciaram um boicote contra o Globo de Ouro, que é uma das maiores premiações da TV internacional. Entenda o que rolou e por que há esperança para um futuro melhor!

Polêmicas e falta de diversidade no Globo de Ouro

Hollywood Foreign Press Association (HFPA), responsável pelo Globo de Ouro, foi alvo de críticas após excluir diversas produções feitas por artistas negros na lista de indicados para o prêmio de 2021. Além disso, de acordo com o Hollywood Reporter, o ex-presidente da organização, Phillip Berk, foi expulso após chamar o Black Lives Matter de "grupo racista de ódio" em troca de e-mails com outras organizações.

Globo de Ouro 2022: vencedores mostram mudanças na premiação
Globo de Ouro 2022: vencedores mostram mudanças na premiação

Além disso, ainda em meados de 2021, estourou a notícia de que vários membros da HFPA foram convidados pelos produtores de "Emily em Paris" para acompanhar as gravações da série, com direito a estadia em hotéis famosos e passeios totalmente pagos. De acordo com o The New York Times, que vazou a informação, isso poderia justificar a indicação da série na edição de 2021.

Como resposta, ainda em maio de 2021, a emissora NBC anunciou que não iria transmitir o Globo de Ouro 2022 e diversos atores e profissionais da área se recusaram a participar da premiação deste domingo.

Globo de Ouro se compromete a mudar

Em novembro, o veículo Variety divulgou, com exclusividade, algumas medidas dos organizadores do Globo de Ouro para reverter as polêmicas e a falta de diversidade nos eventos. Segundo o site, a HFPA se comprometeu a aumentar 50% o número de membros de sua organização, com foco em pessoas não-brancas. Além disso, publicaram medidas restritivas, impedindo a troca de presentes e materiais promocionais de membros de estúdios.

A lista de vencedores, divulgada após o evento se encerrar em Los Angeles no último domingo (9), mostra que o Globo de Ouro já deu seus primeiros passos em direção a mudança, com vencedores históricos.

O Yeong-su, de "Round 6", foi o primeiro coreano a ganhar um Globo de Ouro
O Yeong-su, de "Round 6", foi o primeiro coreano a ganhar um Globo de Ouro

Atores coreanos marcam nova fase do Globo de Ouro

"Round 6" foi a primeira produção coreana a ser indicada ao Globo de Ouro. A série, que se tornou a mais vista da história da Netflix, vem provar que para títulos asiáticos conseguirem apenas uma indicação, precisam alcançar feitos inéditos. Além de "Melhor Série de Drama", "Round 6" - que está confirmada para 2ª temporada - concorreu por "Melhor Ator" e "Melhor Ator Coadjuvante" na mesma categoria.

Apesar do elenco não comparecer ao evento - pela Covid-19 e pelo boicote, que foi aderido pelos contratados da Netflix -, O Yeong-su, responsável pelo jogador 001, se tornou o primeiro coreano a ganhar um Globo de Ouro em quase 80 edições do evento. Agora, a expectativa é ver mais títulos que fujam do padrão estadunidense e inglês na lista de indicados. Será que vem aí?

MJ Rodriguez fez história ao se tornar a primeira pessoa trans a ganhar um Globo de Ouro
MJ Rodriguez fez história ao se tornar a primeira pessoa trans a ganhar um Globo de Ouro

MJ Rodriguez é a primeira atriz trans a vencer o Globo de Ouro

MJ Rodriguez, a Blanca de "Pose", já mostrou que veio fazer história e mudar os paradigmas das premiações dos Estados Unidos. Além de ser uma mulher negra, com ascendência latina, e ser a primeira atriz trans a ser indicada ao Emmy em 2020, Rodriguez agora é, oficialmente, a primeira pessoa trans a ganhar um Globo de Ouro. A vitória veio na categoria de "Melhor Atriz em Série de Drama". Vale lembrar, mais uma vez, que tivemos cerca de oito décadas de Globo de Ouro até que artistas talentosíssimos recebessem o destaque merecido.

Em seu Instagram, MJ agradeceu pela vitória e mostrou ser o começo de uma indústria mais diversa e igualitária. "Essa é a porta que irá abrir portas para muitos outros jovens talentosos. Eles vão ver que é mais do que possível. Eles vão ser uma jovem negra e latina de Newark, Nova Jersey, que tinha um sonho [...] O AMOR VENCE. A toda minha comunidade LGBTQAI, estamos aqui, a porta está aberta", escreveu.

Essas vitórias podem significar o começo de uma nova era para o Globo de Ouro. E estamos aqui na torcida por premiações mais justas e diversas!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema