Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Black Swan é um dos principais grupos de K-pop quando falamos de diversidade. Com uma integrante brasileira e uma senegalesa, as quatro meninas têm atraído muitos fãs. Na última quinta-feira (29), Black Swan participou da K-Expo e falou sobre as parcerias que sonham em realizar e o amor pelos fãs brasileiros.

Os fãs de Black Swan têm muitos motivos para comemorar. O grupo de K-pop participou remotamente da K-Expo de 2021 na última quinta-feira (29), evento organizado pelo Centro Cultural Coreano no Brasil que tem objetivo de trazer informações sobre a Coreia do Sul. E, claro, nada melhor do que conversar com o primeiro grupo a ter uma integrante brasileira em sua formação. Quem carrega o título é a curitibana Larissa Ayumi, conhecida como Leia.

Direto da Coreia, as quatro meninas participaram do evento, respondendo perguntas de fãs e jornalistas. Além de agradecer pelo amor do fandom brasileiro, Leia, Youngeun, Fatou e Judy comentaram sobre suas parcerias dos sonhos no mundo da música e planos de vir ao Brasil, assim que possível. Confira os melhores momentos da entrevista com Black Swan.

Black Swan: o grupo de K-pop tem muitos planos para o futuro
Black Swan: o grupo de K-pop tem muitos planos para o futuro

Black Swan sonha em feat com Ariana Grande e Pabllo Vittar

O grupo debutou em outubro de 2020, com o hit "Tonight", com cinco integrantes na época (Hyeme foi retirada da formação em novembro). Mas apesar de terem uma carreira ainda recente, o Black Swan tem grandes metas de parceria. Ao serem questionadas sobre feats que sonham em fazer, Youngeun logo menciona Ariana Grande. "Eu amo ela. Ela é pequenininha, mas o jeito que ela canta... Quando ela abre a boca é uma explosão. Ela se torna gigante", explicou a líder do grupo.

Já Leia sonha em trabalhar com a conterrânea Pabllo Vittar. "Meu grande sonho seria uma música com a Pabllo. Eu preciso de uma parceria com ela", afirmou a integrante mais nova do Black Swan. A idol ainda completa dizendo que quando vierem para o Brasil, espera conhecer a voz de "Ama Sofre Chora".

Mas, afinal, quando o grupo vai finalmente visitar o país e conhecer as origens de Leia? Se depender das meninas, o mais rápido possível.

Black Swan tem planos de vir ao Brasil

De todo o fandom do Black Swan, chamado de Lumina, os brasileiros se destacam. "Quando vemos os comentários dos fãs, tem pessoas do mundo inteiro, mas tem muita gente brasileira. Eu sou tão grata por eles, o apoio é incrível e me sinto muito próxima, quase como se fosse uma amiga querida", afirma Youngeun.

Judy, vai além na declaração pelos fãs do Brasil. "Os fãs brasileiros são nossa vida, realmente. Meu maior sonho é viajar e encontrar vocês. Se pudesse, estaria indo para o Brasil agora", brinca a coreana. A outra estrangeira do grupo, a senegalesa Fatou, faz coro: "assim que tudo acabar e tivermos todos vacinados, estamos aí. Podem esperar", afirma. Por isso, não há dúvidas de que o país será um dos primeiros destinos do Black Swan.

Com

Também será a chance de Leia reencontrar sua família e conhecer mais do próprio país. "Eu morro de saudades de todos em casa. Minha mãe, meu pai, meus amigos, meu cachorro. Quero muito voltar para o Brasil e visitar outras cidades. Eu só conheço Curitiba e São Paulo, nunca nem fui para praia direito. Quero ir para o Rio, Minas Gerais, todos os lugares", diz.

A artista ainda comenta que quando encontra um fã brasileiro, é como rever um membro da família. "Na Coreia, alguns hábitos são muito diferentes, então poder conversar com alguém do Brasil é como se falasse com pessoas da minha família. Quando eu fã me aborda, eu trato como se fosse um amigo próximo mesmo", afirma Leia.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema