Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
Vídeos de DJ Ivis agredindo sua ex-mulher, a influencer Pamella Holanda, foram divulgados nas redes no último domingo (11), intensificando o debate sobre violência doméstica. Pamella é uma de muitas mulheres que sofrem no país e, por isso, separamos cinco filmes importantes que vão te ajudar a entender melhor o problema.

Mais uma vítima de violência doméstica veio à tona. No último domingo (11), a digital influencer Pamella Holanda divulgou em suas redes sociais vídeos de câmeras de segurança, nos quais é possível ver seu ex-marido, DJ Ivis, a agredindo fisicamente.

As agressões filmadas aconteceram em frente à filha do casal, de nove meses, e de mais duas pessoas não identificadas. Com isso, o assunto virou tema de discussão e diversas estrelas, como Juliette Freire, MC Rebecca e Marília Mendonça, se posicionaram a favor de Pamella.

De acordo com dados divulgados pela Agência Brasil, uma em cada quatro mulheres sofreu algum tipo de violência - psicológica, física ou sexual - em 2020. O órgão também afirma que casos de feminicídio subiram 22% durante o isolamento social.

Está cada vez mais claro que precisamos falar sobre violência doméstica e outras formas de agressão, as quais muitas são submetidas. Por isso, separamos cinco filmes que falam sobre o tema e podem te ajudar a entender o problema.

Em "O Homem Invisível", Cecilia (Elisabeth Moss) é vítima de um relacionamento abusivo
Em "O Homem Invisível", Cecilia (Elisabeth Moss) é vítima de um relacionamento abusivo

1) "O Homem Invisível"

No filme, o ex-namorado de Cecilia (Elisabeth Moss) comete suicídio. Porém, a mulher acredita que sua morte pode ser falsa e que o homem continua a persegui-la de alguma forma. Assim, Cecila tenta provar que os ataques estão vindo de alguém que ninguém consegue ver. Cheio de metáforas importantes!

"Garota Exemplar" fala sobre história de Amy (Rosamund Pike) e Nick (Ben Affleck)
"Garota Exemplar" fala sobre história de Amy (Rosamund Pike) e Nick (Ben Affleck)

2) "Garota Exemplar"

De maneira um pouco mais sutil, "Garota Exemplar" também fala de um relacionamento abusivo e formas de agressões psicológicas - que também se enquadram em violência doméstica. No fundo, Amy (Rosamund Pike) era uma mulher que foi traída e constantemente desmerecida pelo seu marido, Nick (Ben Affleck).

Sara (Julia Roberts) tenta fugir das agressões do marido Martin (Patrick Bergin) em "Dormindo com o Inimigo"
Sara (Julia Roberts) tenta fugir das agressões do marido Martin (Patrick Bergin) em "Dormindo com o Inimigo"

3) "Dormindo com o Inimigo"

Sara (Julia Roberts) é vítima de constantes agressões físicas de seu marido Martin (Patrick Bergin). Para escapar dessa violência, a mulher tenta forjar sua própria morte, mas o homem desconfia e vai atrás dela. Ideal para entendermos como é difícil encerrar o ciclo de abuso.

"Lockdown: Não Tem Vacina" é curta nacional da Produtora Girassol
"Lockdown: Não Tem Vacina" é curta nacional da Produtora Girassol

4) "Lockdown: Não Tem Vacina"

"Lockdown" é um filme de curta-metragem brasileiro, dirigido por Daila Ferreira, que mostra a história de quatro mulheres. Durante a pandemia, elas ficam mais expostas à violência doméstica, correndo maiores riscos. Essa, infelizmente, é a realidade ainda de muitas no Brasil, que desde 2020 estão em isolamento com o próprio agressor.

Maria da Penha ajudou a criar lei de mesmo nome, que virou tema no documentário "O Silêncio das Inocentes"
Maria da Penha ajudou a criar lei de mesmo nome, que virou tema no documentário "O Silêncio das Inocentes"

5) "O Silêncio Das Inocentes"

Outra produção nacional, "O Silêncio das Inocentes" é um documentário que mostra como é a aplicação da Lei Maria da Penha. Apesar de ser considerada uma das leis de proteção das mulheres mais completas em todo mundo, ainda há alguns problemas na prática cotidiana.

Caso você seja ou conheça alguém que é vítima de violência doméstica, ligue 180 ou disque 100. Lembre-se que até mesmo agressões entre casais que não moram juntos podem ser enquadradas como violência doméstica. Proteja as mulheres próximas a você!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema