Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O VMA 2021 foi mais do que looks incríveis e uma noite cheia de música boa. A cerimônia também abriu espaço para discussões muito importantes - desde a conscientização sobre o HIV, relacionamentos abusivos e feminismo. Lil Nas X e Billie Eilish foram alguns dos artistas responsáveis pelo debate. Confira mais a seguir!

Premiações e eventos populares atraem muita atenção do público em diversos países. Por isso, não é raro que artistas aproveitem suas aparições para deixar algum recado importante ou falar sobre temas sociais que merecem debate. Com o VMA 2021 no último domingo (12) não foi diferente. A cerimônia que promete eleger os melhores da música aconteceu em Nova York - cidade que tem cerca 61% de sua população completamente vacinada - e ofereceu um verdadeiro holofote para algumas pautas.

Alguns artistas responsáveis por isso foram Lil Nas X, que recentemente foi homenageado pelo Trevor Project, Billie Eilish e a cantora Cyndi Lauper, responsável pelo grande hit da década de 80, "Girls Just Wanna Have Fun". Confira mais sobre o espetáculo e as discussões que foram levantadas!

Lil Nas X traz conscientização sobre a AIDS

Lil Nas X quer acabar com o estigma da AIDS e fez apresentação poderosa no VMA 2021
Lil Nas X quer acabar com o estigma da AIDS e fez apresentação poderosa no VMA 2021

Não é de hoje que o cantor Lil Nas X se preocupa em auxiliar a comunidade portadora de AIDS, para acabar com o estigma da doença. Parte do lucro que o artista recebeu pelo clipe de "Montero (Call Me By Your Name)" foi doada para diversas instituições de caridade, incluindo organizações que ajudam portadores do vírus. O cantor também aproveitou sua performance no VMA 2021 das músicas "Montero" e "Industry Baby" para dar foco ao tema.

No palco, junto ao artista, estava Mardrequs Harris, diretor de investimento da "Southern AIDS Coalition". De acordo com a GLAAD, instituição que luta pela aceitação da comunidade LGBTQIAP+, Harris vestiu uma camisa com o número "433,816" em vermelho nas costas. O vermelho representa a cor universal para o reconhecimento e apoio aos portadores de AIDS e o número se refere à quantidade de pessoas vivendo com o vírus no Sul dos Estados Unidos, em 2015.

Para ficar ainda mais especial, quem anunciou a performance de Lil Nas X foi o ator Billy Porter, presente no elenco da nova versão de "Cinderella", protagonizada por Camila Cabello. O ator revelou à BBC em maio deste ano que vive há 14 anos com AIDS e ao chamar o rapper para o palco, pareceu emocionado, por vários motivos: "quando cheguei nesta indústria, as pessoas não estavam preparadas para toda essa alegria preta. Mas crianças, é um novo dia e estou muito grato que vivi o suficiente para testemunhar isso", disse Porter. Não tem como não se emocionar, né?

Billie Eilish fala sobre relacionamento abusivo

Billie Eilish fez discurso impactante no VMA 2021
Billie Eilish fez discurso impactante no VMA 2021

A cantora Billie Eilish levou o prêmio de "Video For Good" pelo clipe de "Your Power". Essa categoria foi criada para eleger o vídeo com alguma mensagem social importante e homenagear o artista pela iniciativa. Billie, que já desabafou sobre ter vivido um relacionamento abusivo, usou a temática para compor a música "Your Power" e muitas outras presentes em seu segundo álbum, "Happier Than Ever".

Na hora de aceitar o trófeu, Eilish também fez um discurso impactante. "Temos que proteger nossas jovens mulheres acima de tudo. E também precisamos lembrar que todos nós temos poder, mas não podemos abusar dele", afirmou a cantora, arrancando palmas dos convidados, principalmente de seu irmão Finneas O'Connel.

Cyndi Lauper relembra mensagem poderosa

Cyndi Lauper foi premiada no primeiro VMA, lá em 1984, pela sua canção - lembrada até hoje - "Girls Just Wanna Have Fun". No último domingo, a cantora retornou ao palco da cerimônia para apresentar o prêmio de Melhor Pop - que foi para Justin Bieber por "Peaches". Antes do anúncio, Cyndi aproveitou para reforçar a mensagem de sua música, de quase 40 anos, que ainda possui forte significado. "Sim, as garotas ainda querem se divertir, mas nós também queremos fundos, pagamento igualitário e controle sobre nossos corpos. Sabe, os direitos fundamentais", disse Lauper.

 

Segundo o Hollywood Reporter, a citação sobre controle do próprio corpo pode ser uma referência à nova legislação no Texas, que começou a valer no começo do mês. Agora, o aborto está proibido para quase todas as gestações a partir de seis semanas - tempo em que muitas mulheres nem sabem que estão, de fato, grávidas. A lei não abre exceção, por exemplo, para gestações decorrentes de estupros e ainda permite que civis processem qualquer pessoa que realize um aborto ou auxilie alguém no processo. Ou seja, um grande passo para trás.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema