Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Com a interrupção de muitas produções por causa da pandemia, o Oscar 2021 acabou indicando filmes com diferentes pegadas este ano. Se você estava tentando descobrir quais deles tinham uma cara mais jovem, chegou no lugar certo! O Purebreak deu uma conferida na lista de indicados e separou 5 filmes que têm o nosso estilo que vocês, nossos leitores, com certeza irão gostar.

As indicações ao Oscar 2021 saíram recentemente e, como de costume, muitas pessoas foram correndo para selecionar os filmes de interesse para maratonar. Acontece que, desde o ano passado, várias produções foram interrompidas por causa da pandemia e isso fez até com que a premiação adotasse novas regras para esta edição. Nós aqui da redação também percebemos que faltaram filmes com uma pegada mais jovem, do jeitinho que o Purebreak ama, mas demos um jeito nisso para você.

Tommy Hilfiger lança coleção de moda para pessoas com deficiência | Capricho

Não estamos dizendo que não rolaram indicações justíssimas, viu? As nomeações de Viola Davis - sempre impecável - e Chadwick Boseman estão aí para mostrar um pouco disso. E não podemos esquecer de "Minari", produção americana-coreana cogitada para Melhor Filme, Direção e Ator, que trouxe temas importantíssimos como os ataques à população amarela. Nós pensamos, na verdade, em apresentar os filmes que vão agradar um gosto específico, mais próximo da gente e de quem nos acompanha.

Se você achou que não teria nada entre os indicados ao Oscar 2021 que pudesse curtir, vem conferir esta lista e, claro, onde assistir cada produção! A premiação acontece neste domingo (25), então corre porque pode ser que ainda dê tempo de assistir tudo antes.

1. "Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars"

Uma das mudanças nas regras do Oscar 2021 foi a de considerar também filmes lançados nas plataformas de streaming e não só aqueles que foram exibidos por pelo menos uma semana em Los Angeles. Nessa leva, a Netflix levou vantagem e conseguiu 35 indicações, sendo uma delas o "Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars".

Além de ser bem humorada e cheia de música, a produção conta com a atuação de Rachel McAdams, nossa eterna Regina George de "Meninas Malvadas". Ela interpreta a inexperiente e otimista Sigrit, que consegue a oportunidade de participar da maior competição de música do mundo junto com seu parceiro musical Lars (Will Ferrell). Eles se atrapalham, mas fazem de tudo para provar que têm talento para representar seu país no festival. O filme concorre na categoria de Melhor Canção Original por "Husavik", de Molly Sandén e Will Ferrell.

2. "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica"

Fantasia, magia e uma missão cheia de aventuras pela frente foram os itens que despertaram nosso interesse na animação. Ah, fora esse fato, né? Quem não ama uma animação? O filme mostra isso tudo através da história de dois irmãos elfos que tentam trazer seu pai de volta por um dia. Em um mundo cada vez mais afastado dos seres e ações mágicos, eles vão precisar justamente da magia para cumprir a missão.

Assim como em outras animações da Pixar, há uma mensagem séria por trás do perfil infantil que é percebido em um primeiro olhar. Será que você vai acabar se emocionando? Assista "Dois Irmãos" pelo Disney+ e confira essa história que rendeu uma indicação de Melhor Animação no Oscar 2021.

3. "Soul"

Depois de anos tentando se dar bem no jazz, o professor de música do ensino médio Joe Gardner finalmente consegue a oportunidade de alavancar a carreira, mas é interrompido por um acidente que leva sua alma embora. Ele precisa trabalhar para despertar o propósito de vida de 22, uma alma que não consegue ganhar vida por causa disso.

Todos aqui da redação choramos com o filme, que fala sobre o sentido que criamos para nossas vidas. É uma animação sensível, agitada e reflexiva ao mesmo tempo. Além de Melhor Animação, "Soul" foi indicado nas categorias de Trilha Sonora Original e Som. Se ainda não conferiu, vai correndo no Disney+ para assistir.

4. "Emma"

Anya Taylor-Joy, a queridinha dos suspenses, chegou nas séries da Netflix em "O Gambito da Rainha" e agora também está presente nos romances. No filme, baseado na obra de mesmo nome de Jane Austen - a mesma de "Orgulho e Preconceito" -, ela interpreta a jovem rica e inteligente Emma Woodhouse, que não quer se casar por nada, mas resolve dar uma de cupido e juntar pessoas que combinam em sua cabeça.

No entanto, em um certo momento da história, ela acaba despertando para alguns sentimentos e passa a olhar para a vida amorosa de uma forma diferente. O filme está disponível na plataforma de streaming do Telecine e foi indicado na categoria de Melhor Figurino, além de Melhor Cabelo e Maquiagem. Look bom é o que não falta!

5. "A Voz Suprema do Blues"

Por último, mas não menos importante, temos o filme que mais rendeu indicações da lista: Melhor Figurino, Melhor Design de Produção, Melhor Cabelo e Maquiagem; além de Melhor Atriz para Viola Davis e Melhor Ator para Chadwick Boseman. Com a participação dessas duas estrelas, é claro que iríamos incluí-lo aqui. Uma pena que o ator que interpretou o Rei T'Challa, de "Pantera Negra", tenha falecido e não pôde viver este momento.

O longa conta as tensões entre Ma Rainey, uma cantora de blues, e Levee, seu trompista, com a indústria da música da época, que era majoritariamente branca. A história se passa na década de 1920, o que aumenta ainda mais as dificuldades para os músicos. Assista "A Voz Suprema do Blues" na Netflix e entenda por que queremos ver mais produções com artistas pretos no Oscar e diversidade em geral na premiação.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema