Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

A rotina de skincare não é só uma tendência, ela traz benefícios reais para a pele e ainda promove aquela sensação de autocuidado que todo mundo ama. Cada pessoa tem um tipo diferente de pele, isso é fato, mas quem é negro apresenta algumas características em comum que devem ser levadas em conta antes de estabelecer uma rotina de cuidados.

Não se deixe levar só pela pressão estética, o skincare é uma maneira de manter sua pele saudável e cuidar do seu próprio corpo. Ou seja, é também um ato de amor próprio que envolve uma jornada de conhecimento cheia de possibilidades. A pele negra, por exemplo, tem suas características próprias e requer cuidados diferentes. Você sabia disso?

Aquelas dicas essenciais de skincare defendidas por especialistas podem continuar sendo levadas em conta, mas entender também como seu tom de pele influencia nos cuidados dermatológicos é super importante. Pensando nos homens (sim, nada de masculinidade tóxica por aqui) e mulheres pretos que acompanham o Purebreak, separamos algumas dicas que toda pessoa negra deve saber antes de estabelecer qualquer rotina de skincare.

1. Não precisar passar protetor solar é mito!

Proteção solar para pele negra: dicas e produtos para não correr riscos |  Natura BrasilA pele negra é mais resistente, isso é verdade. Ela possui mais melanina, mas isso não é o suficiente para impedir totalmente a ação dos raios ultravioletas do sol, que causam alterações na pele e podem ocasionar em manchas ou acelerar as marcas do envelhecimento. Além disso, o perigo de câncer de pele é real.

Algumas dessas complicações causadas pela exposição ao sol são até mais difíceis de serem tratadas na pele negra. Mesmo nos dias nublados é essencial passar o protetor solar, pois os raios UVA e UVB ultrapassam as nuvens. A especialista em pele negra Katleen Conceição, em entrevista ao UOL, contou que é possível misturar a base de maquiagem com o protetor para fazer reaplicações, que também são muito necessárias!

2. A pele negra facial tende a ser mais oleosa

The Game Is The New Oprah Winfrey This Week | inside jamari fox | Falhas no  cabelo, Meninas de cabelo longo, Penteados naturais

As pessoas negras podem ter qualquer tipo de pele: mista, oleosa ou seca. No entanto, há uma tendência mais acentuada à oleosidade porque as glândulas sebáceas produzem maior quantidade de sebo. Os dermatologistas costumam indicar produtos em gel ou sérum por conta disso. Como parte de uma rotina de autocuidado completa, é importante também manter uma boa alimentação.

E sabemos que os cabelos cacheados e crespos são mais ressecados, ou melhor, a oleosidade tem mais dificuldade de chegar até as pontas. Então, mesmo se você estiver passando pela transição capilar e quiser caprichar na hidratação, nunca aplique creme no couro cabeludo.

3. A pele negra é mais resistente ao envelhecimento

Naomi Campbell lança coleção de esmaltes com seu nome - De Salto Alto

Alô, colágeno e elastina! A pele negra tem maior quantidade de Fibroplastos, que são responsáveis pela produção dessas duas substâncias. Elas dão maior elasticidade e firmeza à pele, retardando o aparecimento de linhas de expressão. A melanina também tem papel nessa vantagem, pois ela garante maior resistência.

4. A pele negra tem maior tendência ao aparecimento de manchas

13 motivos para assistir Cara Gente Branca - e entender mais sobre racismo  | Super

A mesma melanina que fortalece a pele negra também é responsável por gerar manchas com mais facilidade. Durante o processo de cicatrização, a pigmentação não fica de fora e acaba gerando as marcas na pele.

Isso pode ocorrer no processo de cura de alguma acne ou até mesmo com a foliculite, que é a inflamação dos folículos pilosos - de onde nascem os pelos do corpo. As manchas são mais difíceis de serem clareadas, já que o processo pode agredir a pele e gerar mais marcas com a cicatrização.

5. O fator do protetor solar varia de acordo com o tom da pele

Proteção solar para pele negra: dicas e produtos para não correr riscos |  Natura Brasil

Quem tem pele negra pode utilizar protetores solares com fatores mais baixos do que as pessoas brancas. A potência ideal também varia entre os tons escuros, ou seja, se você tiver a pele negra mais retinta, pode optar pelos protetores menos potentes do que uma pessoa negra de pele clara.

Mas, claro, consulte sempre um dermatologista para te acompanhar porque, embora possamos seguir muitas dicas que já foram testadas, apenas o profissional saberá quais são os melhores produtos para sua pele.

Tenha carinho com você, pois o autocuidado e a preservação da saúde mental são atos revolucionários para pessoas negras!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema