Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Os coletores menstruais se tornaram uma maneira mais barata e sustentável das mulheres lidarem com as menstruações do que absorventes internos ou absorventes. Atualmente no Brasil, sua popularidade está crescendo à medida que as mulheres ficam mais à vontade para lidar e discutir sobre esse período. O Purebreak reuniu tudo o que você precisa saber sobre o produto. Veja!

Já foi-se o tempo em que falar sobre menstruação era um tabu perante a sociedade. Com o passar dos anos e mais do empoderamento feminino, as mulheres começaram a se sentir mais seguras a abordar o assunto e até mesmo confiantes para buscarem novas alternativas ao enfrentarem aquele período em que tudo fica mais aflorado.

Isso inclui o fato de que os tradicionais absorventes vêm sendo criticados pelo desconforto e imprevistos que podem causar nas mulheres; sem falar a agressão ao meio ambiente. Com isso, novas alternativas começaram a surgir, como é o caso dos coletores menstruais, que estão bem populares pelo Brasil. O Purebreak reuniu alguns fatos sobre o assunto. Acompanhe!

Quando foi inventado?

Embora os copos menstruais existam há décadas, mais precisamente em 1930, historicamente eles são menos populares do que os absorventes internos. Sua popularidade está crescendo à medida que as mulheres, assim como os homens, ficam mais à vontade para lidar e discutir a menstruação.

Outra parte de sua popularidade crescente decorre da preocupação do público em geral com os resíduos sólidos associados a qualquer produto descartável, incluindo absorventes e absorventes internos descartáveis

O que é o coletor menstrual?

O copo menstrual é um tipo de produto de higiene feminina reutilizável. É um copo pequeno e flexível em forma de sino, feito de borracha ou silicone, que uma mulher insere em sua vagina para pegar e coletar o fluido menstrual.

Qual o período ideal para retirar e fazer limpeza?

Pode ser usado por até 12 horas, após o que é retirado para descarte do fluido e limpeza. O copo é enxaguado com água quente e sabão entre cada inserção e esterilizado em água fervente pelo menos uma vez por período.

Coletor menstrual é ecologicamente correto

Além de ser uma alternativa bem econômica, o coletor menstrual também é muito mais ecológico. Diferentemente dele, os outros tipos de absorvente, avaliados a sua extração, fabricação, uso e descarte, comprovaram que causam muito mais impactos ao meio ambiente, como mudanças climáticas, esgotamento dos recursos naturais, toxicidade humana, ecotoxicidade - efeitos das substâncias químicas naturais ou artificiais sobre os organismos vivos-, entre outros.

Vale destacar que é muito importante toda mulher conhecer o seu corpo e saber qual é a melhor alternativa para cada uma delas. O seu conforto vem em primeiro lugar!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema