Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Todo mundo vai lembrar dos nomes da Rebeca Andrade, Douglas Souza e Rayssa Leal depois dessas Olimpíadas. Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 foi um evento e tanto, e renderam muitos comentários nas redes sociais. Brasileiros que somos, vibramos a cada conquista dos atletas do país e a cada recorde histórico quebrado. Para não esquecer das 9 melhores partes da edição deste ano, confira a lista preparada pelo Purebreak!

As Olímpiadas de Tóquio 2020 chegaram ao fim no último domingo (08). Em uma edição bem atípica, sem plateia e com novos cuidados por conta da pandemia de coronavírus, o Brasil ainda marcou presença e fez bonito. Com recordes históricos e várias medalhas, descubra qual foram os melhores momentos do país nesta edição dos Jogos.

1 - Rebeca Andrade conquistou medalha olímpica

Brazil's Rebeca Andrade wins silver medal in the...

Rebeca Andrade fez história no dia 29 de julho. A atleta de 22 anos conquistou a primeira medalha olímpica da ginástica feminina do Brasil nos Jogos. Ela ficou na 2ª colocação e recebeu a medalha de prata no individual geral. Tudo isso ao som do hit "Baile de Favela", levando o Brasil para dentro da apresentação.

Mas não ficou só por isso. Decidida a fazer mais história, Andrade ainda trouxe para o país a primeira medalha de ouro do Brasil na modalidade na história dos Jogos Olímpicos. Ela ainda foi a primeira brasileira a ganhar duas medalhas em uma única edição. Lendária!

A vitória de Rebeca com certeza significou muito para todos os brasileiros, incluindo Daiane dos Santos, que ficou completamente emocionada pela conquista da jovem.

2 - Ítalo Ferreira deu 1º ouro ao Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

Ítalo Ferreira é outro que deu garra e garantiu a primeira medalha de ouro ao Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Após vencer todas as baterias que disputou, o brasileiro teve um problema com a prancha, que quebrou na última competição, mas mesmo assim conquistou o 1º lugar.

O surfista quase não pôde participar das Olimpíadas, porque quando estava acontecendo os Jogos Mundiais de Surfe da Associação Internacional de Surfe, que classificaria os atletas para participarem do evento, seu passaporte foi furtado nos Estados Unidos e ele teve problemas com o visto.

Quando conseguiu chegar à competição no Japão, a bateria já estava em andamento e Ítalo entrou no mar quando só faltava mais 8 minutos para acabar, ainda vestindo bermuda jeans. Mesmo assim, ele venceu a disputa e foi capaz de participar e sair vitorioso dos Jogos Olímpicos.

3 - Rayssa Leal foi prata no skate street

Rayssa Leal GIFs - Get the best GIF on GIPHY

Outra grande personalidade das Olimpíadas deste esse ano foi Rayssa Leal. Conhecida como a "Fadinha do skate", a garota, de apenas 13 anos, conseguiu uma medalha de prata no skate street e foi a atleta mais jovem da história do Brasil a subir ao pódio nos Jogos. Além de ter sido a mais jovem brasileira a participar do evento.

Rayssa nos trouxe vários ensinamentos e colocou os brasileiros acordados em plena madrugada de domingo para segunda-feira, torcendo pela sua vitória. Com muito carisma, a Fadinha ganhou o coração do público com seu gingado no skate e com suas dancinhas enquanto esperava sua vez de se apresentar. Ela ainda fez bonito e foi supersimpática e acolhedora com suas rivais de outros países.

4 - Hebert Conceição comemorou chegar na semifinal de Boxe

Mais uma grito de vitória ecoou de um brasileiro nos Jogos Olímpicos. A comemoração de Hebert Conceição viralizou na internet quando o atleta conquistou uma vaga na semifinal do Boxe, até 75 kg, garantindo, assim, pelo menos uma medalha de bronze para o Brasil (já que essa modalidade não tem decisão de terceiro lugar).

"Eu sou medalhista olímpico! Eu mereço pra c..., nós trabalhamos pra c..., p.... Aqui é Brasil, p...! Do Oiapoque ao Chuí, que eu tô aqui representando. É Brasil, é Bahia, é Salvador", enfatizou euforicamente Herbert pela sua conquista, realmente merecida.

Mas guerreiro e disposto a lutar mais (literalmente), o boxeador fez bonito e não ficou só pelo bronze. Herbert foi além e trouxe a medalha de ouro para casa.

5 - Douglas Souza virou ícone nas redes sociais

A vida real de Cristiane Rozeira no home office: filho golfando, cachorro  latindo e passarinho piando. Se identifica? | Famosos | Gshow

Antes mesmo das Olimpíadas começarem propriamente, já tínhamos o maior sucesso entre os atletas nas redes sociais. Douglas Souza virou um grande ícone ao mostrar tudo que rolava nos bastidores, incluindo um tour pela Vila Olímpica.

Além de ficar famoso por quase quebrar a cama do seu quarto, a lenda ainda revelou ser apaixonado pela Pabllo Vittar e fez o hit "Zap Zum" da cantora ser o hino dos Jogos desse ano. Douglas ainda se mostrou fã de BTS , BLACKPINK e do Now United , afirmando que Noah Urrea é um dos seus integrantes favoritos.

Nas quadras, deu para conferir que mais do que carisma, ele também tem talento! Com saques memoráveis e um foco surpreendente, Souza rendeu vários memes e ganhou a torcida do Brasil inteiro. Icônico!

6 - Ana Marcela trouxe ouro para o Brasil em maratona aquática

Outro grande momento das Olimpíadas para o Brasil foi quando Ana Marcela Cunha conseguiu a primeira medalha de ouro da natação feminina brasileira nos Jogos, conquistada na maratona aquática em Tóquio no dia 3 de agosto.

A baiana deu a volta por cima depois de muitas derrotas em campeonatos anteriores e mostrou que podemos superar os obstáculos, contrariar as expectativas e merecer o primeiro lugar.

7 - Bruno Fratus ficou "felizão" e a gente também!

gif de beijo | Explore Tumblr Posts and Blogs | Tumgir

O Brasil comemorou a medalha de bronze de Bruno Fratus como o próprio nadador. Mesmo que outros países enxerguem o último lugar no pódio como sinônimo de derrota, para o Brasil, cujo investimento e incentivo ao esporte são ainda tão precários, uma medalha olímpica traz muita alegria.

Mas a comemoração teve um motivo ainda maior. Todo mundo pôde ver a volta por cima que Bruno deu desde suas últimas competições. É memorável a entrevista que ele deu nas Olimpíadas de 2016, após ficar em sexto lugar. Ao ser questionado se estaria chateado, Fratus responde ironicamente que estava "felizão" e, enfim, admitiu que estava, sim, chateado.

Neste ano, Bruno ficou "felizão pra caramba" e sem ironias. Nesse anos, ele ainda teve de lutar contra a depressão. Então sua vitória significa, também, uma volta por cima e uma linda história de superação.

8 - Paulinho fez flecha de Oxóssi ao comemorar gol do Brasil

Na estreia do Brasil nos Jogos Olímpicos no dia 22 de julho, antes mesmo da grande abertura, Paulinho, do futebol masculino, fez o quarto gol da seleção brasileira contra a Alemanha. Para comemorar, o atacante fez um gesto de atirar uma flecha, homenageando o orixá Oxóssi. No candomblé, a entidade é conhecido como o "caçador de uma flecha só", que garante o alimento pela caça. E o "ofá", o seu símbolo, seria, portanto, o arco e flecha.

Em uma atitude revolucionária, o atleta levou sua espiritualidade a ser reconhecida internacionalmente. No Brasil, um país tão racista e com tantas práticas de intolerância religiosa, especialmente contra religiões de matriz africana, o ato de Paulinho significa, também, resistência e coragem.

Anteriormente, o jogador tinha falado da sua ligação com sua fé, para o site "The Players Tribune". Lá, ele revelou não a chama de religião, mas sim de "filosofia de vida", em uma matéria intitulada "Que Exu Ilumine o Brasil". Importantíssimo!

9 - A trajetória do time de vôlei feminino

Gêmeos?! Wallace, do vôlei masculino, é comparado ao rapper Drake e a gente  não está sabendo lidar | Famosos | Gshow

Mesmo com muitos talentos na equipe do vôlei feminino, o time não era nem de longe um dos favoritos desse ano para vencer os Jogos. Mas isso não foi motivo para as meninas deixarem de fazer bonito. Com muita garra, talento e espírito esportivo, as atletas se uniram e foi vitória atrás de vitória.

A equipe chegou até a final, mas não foi páreo para as estadunidenses. Mesmo assim, foi lindo acompanhar as jogadoras caminhando com tanta luta para conquistar a medalha de prata para o Brasil. A participação delas nos Jogos Olímpicos foi ainda mais especial, visto que Fernanda Garay anunciou que a final contra os Estados Unidos deve ter sido seu último jogo por um bom tempo, já que a estrela do vôlei quer tirar uma pausa para realizar seu sonho de ser mãe.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema