Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Muitas vezes temos uma noção bem limitada do que é o continente asiático. Para expandir os horizontes e acabar com o preconceito, separamos 10 artistas que conhecemos e amamos que vêm de lugares diferentes da Ásia. Cada uma com sua raça, estilo e cor de pele - porém, sem negar as suas origens. Confira!

Quando você pensa na Ásia, o que vem à sua mente? Se você respondeu músicas de K-pop do BTS, com estilos coloridos e tendências de maquiagem específicas, você não está errade. A questão é que a região é muito mais do que isso.

A Ásia é o maior continente do mundo, abrigando 49 países reconhecidos, sendo também o mais populoso. Dentre as nações asiáticas temos Filipinas, Coreia do Norte e do Sul, Afeganistão, Índia, Iêmen... ou seja, dá para ter a noção da variedade de raças, culturas e religiões, né?

Como forma de expandir a noção que muitas vezes temos sobre o que é a Ásia, separamos 10 mulheres asiáticas (tanto nascidas no continente, quanto com pais e familiares da região) para comprovar a diversidade do local. Confira!

Olivia Rodrigo é filipina por parte de pai
Olivia Rodrigo é filipina por parte de pai

1) Olivia Rodrigo

Provavelmente uma das asiáticas mais comentadas do momento, Olivia Rodrigo nasceu na Califórnia, mas tem ascendência filipina por parte de pai. A cantora disse que sua família tem hábitos típicos do país até hoje e que se sente parte da comunidade (porque, de fato, ela é). Esse traço é tão importante que Nini, a personagem de Olivia em "High School Musical: The Musical: The Series" também possui ascendência asiática.

Lisa, do BLACKPINK, nasceu na Tailândia e se mudou para Coreia do Sul
Lisa, do BLACKPINK, nasceu na Tailândia e se mudou para Coreia do Sul

2) Lisa, do BLACKPINK

Se você não é familiarizade com K-pop, pode pensar à primeira vista que todos são coreanos. Afinal, o país está no próprio nome do gênero. Mas não é bem assim. Lisa, a Maknae do BLACKPINK, é tailandesa. Por isso, é possível ver algumas diferenças entre as integrantes, como tom de pele e o fato de que Lisa teve que aprender coreano do zero enquanto era trainee da YG Entertainment.

Jennie, do BLACKPINK, morou anos na Nova Zelândia, mas é sul-coreana
Jennie, do BLACKPINK, morou anos na Nova Zelândia, mas é sul-coreana

3) Jennie, do BLACKPINK

Outra integrante do BLACKPINK que comprova a diversidade da Ásia é Jennie. Nascida e criada na Coreia do Sul, a artista tem traços e heranças culturais típicas do país berço do K-pop. Ainda criança, Jennie mudou-se para a Nova Zelândia, onde viveu por oito anos, mas o tempo na Oceania definitivamente não apagou suas lembranças e costumes coreanos.

Kamala Harris fez história nos Estados Unidos
Kamala Harris fez história nos Estados Unidos

4) Kamala Harris

A primeira vice-presidente mulher dos Estados Unidos é um exemplo perfeito de diversidade. Os pais de Kamala são imigrantes, sendo sua mãe da Índia e seu pai da Jamaica. Por isso, Harris sempre teve aproximação com ambas as culturas, além de crescer como estadunidense. Kamala é também a primeira vice afro-americana e asiática da história do país.

Hina é muito querida pelos fãs do Now United
Hina é muito querida pelos fãs do Now United

5) Hina Yoshihara, do Now United

Difícil falar de diversidade, sem pensar no grupo pop global Now United. Com 18 integrantes, de países diferentes do mundo, o NU tem seus membros asiáticos. Além de coreanos, chineses e indianos, a participante Hina Yoshihara, do Japão, é muito querida pelos fãs (também chamados de Uniters), principalmente pela sua personalidade doce e estilo criativo.

Sandra Oh é militante contra o racismo que muitos asiáticos sofrem
Sandra Oh é militante contra o racismo que muitos asiáticos sofrem

6) Sandra Oh

Sandra Oh tem trabalhos marcantes em seu currículo, como "Grey's Anatomy" e "Killing Eve". Por trás das câmeras, a filha de imigrantes sul-coreanos também se destaca por defender a diversidade e pregar pelo fim do racismo contra asiáticos. Sandra, inclusive, participou do movimento "Stop Asian Hate", que tomou os Estados Unidos no começo do ano.

De "Para Todos os Garotos que Já Amei", Lana Condor nasceu no Vietnã e foi adotada pelos pais americanos
De "Para Todos os Garotos que Já Amei", Lana Condor nasceu no Vietnã e foi adotada pelos pais americanos

7) Lana Condor

Apesar de interpretar a sul-coreana Lara Jean em "Para Todos os Garotos que Já Amei", Lana Condor é vietnamita e foi adotada, ainda bebê, pelos pais americanos. Mesmo a personagem sendo da Coreia, a atriz afirma que fazer a franquia de filmes a ajudou muito a se conectar com sua origem asiática, da qual se orgulha muito.

Rupi Kaur é importante poetisa indiana
Rupi Kaur é importante poetisa indiana

8) Rupi Kaur

A autora Rupi Kaur é muito conhecida pelos seus livros de poemas, que lideraram diversas listas de mais vendidos. Rupi nasceu na Índia e, quando ainda era bem nova, foi para o Canadá com sua família. Grande parte da obra de Kaur fala sobre racismo, violência e misoginia presentes tanto na cultura asiática, quanto na ocidental.

Maitreyi, de "Eu Nunca", tem pais da Sri Lanka
Maitreyi, de "Eu Nunca", tem pais da Sri Lanka

9) Maitreyi Ramakrishnan

A protagonista da série da Netflix "Eu Nunca", Maitreyi Ramakrishnan também tem muito orgulho de sua herança asiática. Seus pais foram para o Canadá, como refugiados do Sri Lanka, para fugir da guerra, e lá tiveram sua filha. Por isso, a atriz é canadense, com origem tamil - como são chamadas parte das pessoas nascidas naquela região, no sul da Ásia.

Naomi Osaka é jogadora de tênis e fala com frequência sobre racismo
Naomi Osaka é jogadora de tênis e fala com frequência sobre racismo

10) Naomi Osaka

A tenista Naomi Osaka já chamou muita atenção pela sua aparência. A jovem é japonesa, assim como sua mãe, porém seu pai é haitiano. Naomi herdou traços físicos típicos dos japoneses, mas também é negra, pela origem africana. A profissional já falou sobre o racismo que enfrenta, tanto por ser asiática, quanto por ser negra.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema