Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Mais um caso absurdo de assédio está movimentando as redes sociais nesta quarta-feira (14). Desta vez, a vítima foi Winter, integrante do girlgroup aespa. Em um vídeo, os fãs repararam que a idol teve suas partes íntimas fotografadas sem consentimento por um membro da equipe e reagiram no Twitter. A empresa já se manifestou, mas a resposta não agradou em nada os fãs.

Não é nada fácil ser mulher, nem na vida cotidiana, nem na indústria do K-Pop. Nesta quarta-feira (14), fãs do aespa se manifestaram nas redes sociais, após repararem que a integrante Winter teria sido vítima de assédio sexual durante um photoshoot. No dia 10 de março, foi publicado no canal do girlgroup o vídeo dos bastidores da sessão fotográfica para a revista DAZED. Em certo momento, fãs observaram que um dos membros da equipe tira uma fotografia das partes íntimas de Winter, sem que a idol perceba. O assédio pode ser visto no minuto 8:57 do vídeo:

É possível perceber que o homem abre a câmera do celular, se aproxima de Winter por trás, para por um segundo e depois se afasta. A movimentação chamou a atenção de fãs femininas do aespa justamente por ser uma prática comum na Coreia do Sul e em outros países da Ásia. Os assediadores agem quase sempre da mesma forma que aparece no vídeo, tentando fotografar disfarçadamente as partes íntimas das mulheres.

Pois é, infelizmente isso acontece muito, e o fenômeno tem até nome: molka. A "pornografia das câmeras escondidas" tomou uma proporção tão grande que marcas de celulares precisaram retirar dos aparelhos a opção silenciosa nas câmeras, para que as mulheres percebessem o som do "click" caso sejam fotografadas sem consentimento.

É assustador pensar que nem mesmo uma idol famosa, enquanto estava em seu ambiente de trabalho e sendo filmada para material oficial do grupo, consegue escapar do assédio. Se o membro da equipe fez isso na frente das câmeras, o que acontece quando ninguém está vendo? Mulheres sabem muito bem que casos de assédio e abuso sexual são, infelizmente, constantes no cotidiano.

A resposta da SM Entertainment aos fãs

A situação deixou os fãs muito preocupados com a segurança da Winter e suas colegas de grupo. No Twitter, eles subiram tags e mandaram mensagens para que a SM Entertainment, empresa responsável pelo aespa, tomasse medidas para garantir que as idols estivessem seguras. No entanto, a resposta não foi o que os fãs esperavam: a SM alegou que tudo não passava de "um mal-entendido".

Em um comunicado, a empresa afirmou que: "O indivíduo que aparece no vídeo em questão é o fotógrafo responsável pela sessão de fotos e nós confirmamos que ele não fez nada que justifique o mal-entendido. Winter se divertiu na sessão de fotos e diz que nada desagradável aconteceu". É claro que os fãs não ficaram nada felizes com o posicionamento da SM, já que é possível ver claramente o momento em que o assédio acontece.

"É como se eles estivessem tentando nos manipular. Mal-entendido? Nós temos PROVAS da Winter sendo assediada por aquele homem."

Não é incomum que empresas de K-Pop tentem abafar casos de assédio, abuso psicológico e sexual. Sabemos que a indústria é muito rigorosa e as pessoas no comando ainda têm mentalidades atrasadas. Muitos idols sofrem por conta de suas imagens, peso, roupas e até relacionamentos amorosos. Mulheres na indústria estão se impondo cada vez mais, um movimento importante para garantir a união e a segurança feminina.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema