Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O patriarcado tem o peso de um termo meio rebuscado, mas seu significado pode ser simplesmente resumido em uma palavra: apagamento. O conceito se refere à desigualdade de poder entre homens e mulheres, o que basicamente submete esse segundo grupo ao lugar de submissão e invisibilidade. Basta prestar atenção na história.

Falar sobre o patriarcado às vezes pode ser complicado. Muitas pessoas não gostam de usar o termo por ser algo mais acadêmico e parecer "militante" demais. Já percebeu isso? Mas, fique tranquilo(a). É um conceito muito mais simples do que parece e está presente na rotina de todas as mulheres, infelizmente! Além disso, é essencial entendê-lo para compreender também a luta do movimento feminista.

Picadinho de patriarcado on Behance

Se você é feminista ou gosta de apoiar e entender a causa, já deve ter conhecimento de que o patriarcado está relacionado ao poder que é dado aos homens, o que consequentemente gera o apagamento e submissão das mulheres. Quer entender mais um pouco sobre o termo e ir mais a fundo nesses estudos? Então vem que o Purebreak te ajuda.

Afinal, o que é patriarcado?

Thinking Think GIF by Girl Starter - Find & Share on GIPHY

Para as teóricas feministas, patriarcado é um sistema social que privilegia homens através das principais instituições que formam nossas relações. Sua figura mais representativa é a de um homem cis, branco e heterossexual, acumulando a superioridade de privilégios.

Trata-se de um processo histórico e vem sendo aplicado há muito tempo, a ponto de hoje em dia ter se tornado "normal" e passar despercebido. Sendo assim, a população masculina tem maior poder em diversos cenários possíveis.

Enquanto isso, as mulheres foram sendo colocadas como submissas e menos capazes. Também foram obrigadas a exercerem papéis postos muito antes de seu nascimento, como o da boa esposa, dona de casa e mãe, que já nasce com o "instinto materno". Mas sabemos que não é bem assim que deveria funcionar, né? Todas as mulheres podem se voltar apenas ao tratamento do lar, o essencial é o direito de escolha.

Mulheres estão compartilhando suas fotos belas, recatadas e "do lar"

Onde o patriarcado se manifesta?

Reflexões sobre Homem, Masculinidade e Sociedade Patriarcal | by Feminismo  Com Classe | Medium

Para entender melhor como a dominação patriarcal pode ser observada em nossa rotina comum, é necessário ver quais são essas instituições que garantem privilégios aos homens. A família é uma das mais citadas, na qual as relações de poder podem ser observadas de diversas formas. Dentro desse espaço, além de estarem o tempo todo em lugares secundários e de apoio aos homens, as mulheres também são vítimas de violência, como mostrado em diversos filmes. Temos, ainda, o ambiente de trabalho, a política, as escolas e a religião como alguns dos exemplos.

A criação do patriarcado

Nairóbi | Wiki | La Casa de Papel Amino ™ Amino

É difícil datar o surgimento de um fator social que vai se misturando na história. No entanto, uma historiadora resolveu fazer essa pesquisa e a registrou no livro "A Criação do Patriarcado". Segundo a autora, Gerda Lerner, houve um processo histórico de apagamento das mulheres, o que revela que o patriarcado não é algo natural ou biológico. Assim, podemos imaginar e trabalhar para conquistar o fim da dominação masculina.

Para chegar até essa conclusão, Lerner faz um diálogo entre várias áreas do saber: história, literatura, arqueologia e arte. A historiadora retornou às antigas civilizações do Oriente Médio - romanos, egípcios e mesopotâmios, por exemplo - para compreender como essas mulheres estavam situadas em relação aos homens e traçar o efeito para os dias atuais.

O livro é uma ótima dica para quem quer se aprofundar no assunto ou está se preparando para o ENEM. Mesmo que o patriarcado não seja o tema escolhido para a redação do exame, pode ser que você consiga usá-lo na sua argumentação.

Quais são os efeitos do patriarcado?

Em uma sociedade patriarcal, as mulheres têm mais dificuldades do que os homens
Em uma sociedade patriarcal, as mulheres têm mais dificuldades do que os homens

Os efeitos do patriarcado mostram alguns exemplos de como vivemos em uma realidade ainda muito machista, embora o movimento feminista continue avançando. São fatos que podem ser observados com facilidade, mostrando que, como dissemos no início do texto, o termo é bem mais simples do que parece. Dentre os sinais de uma sociedade patriarcal, podemos citar que:

  • As mulheres recebem menos do que os homens em todos os estados do Brasil, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, feita pela IDados. A pior situação está em Mato Grosso do Sul, onde o salário das mulheres representa apenas 65,4% da remuneração dos homens;
  • As principais figuras estudadas na escola são homens, muitas vezes brancos;
  • Os homens são considerados mais adequados para exercer funções intelectuais;
  • Dentro da família, os pais são considerados os chefes e o tratamento entre os filhos de diferentes gêneros também é diferenciado;
  • As mulheres são constantemente desacreditadas em suas falas;
  • A fragilidade feminina ainda é levada em consideração, incluindo no ambiente de trabalho;
  • Os cargos políticos são ocupados em sua grande maioria por homens brancos.

Com tantas dificuldades, temos um cenário fortemente marcado pela desigualdade de gênero e isso pode ser observado não só hoje em dia, mas também pela demora em certas conquistas das mulheres. O direito ao voto só foi concebido à população feminina brasileira em 1932, por exemplo. E, claro, isso só após várias mulheres terem lutado por anos e anos.

Para entender ainda mais sobre o patriarcado e como ele está presente em nossa sociedade, veja quando essas conquistas comuns foram alcançadas pelas mulheres. Faça o quiz do Purebreak e teste seus conhecimentos sobre a trajetória de direitos das mulheres na história.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema