Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Nós fazemos parte da natureza assim como qualquer outro ser vivo. Por isso, não é de se surpreender que tenhamos tantas coisas em comum com as árvores, animais e até mesmo com a Lua. Desde a antiguidade, muitos procuraram relacionar as fases lunares com as etapas do ciclo menstrual. Vem entender melhor essa teoria.

Estamos mais conectades à natureza do que pensamos. Assim como tantas outras coisas, nossos ancestrais utilizavam-se das fases da Lua para explicar a mudança no corpo de muitas pessoas durante seu ciclo menstrual. Hoje sabemos que cada indivíduo tem seu próprio período - e a data da ovulação e menstruação varia muito - entretanto, entender a conexão do nosso organismo com a natureza e estar atente a momentos em que o ciclo e a fase da Lua coincidem é importante. Além de despertar maior autoconhecimento, a pessoa poderá estar preparada para padrões e tendências mais intensas e utilizar-se de técnicas para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Vale lembrar, claro, que estamos falando de menstruação e, como já sabemos, isso não implica necessariamente no corpo feminino. Há homens que menstruam, assim como diversas mulheres que não passam pela experiência todo o mês - sem contar em todas as pessoas que ultrapassam o conceito binário de masculio e feminino. Apesar da Lua ser mitologicamente associada ao feminino, atualmente sabemos que esses conceitos de gênero são muito mais complexos e, por isso, vamos tratar do ciclo menstrual - independente da identidade de gênero de quem menstrua.

Como a natureza dialoga com o ciclo menstrual?
Como a natureza dialoga com o ciclo menstrual?

Qual a relação das fases da Lua com o ciclo menstrual?

Assim como, em média, o ciclo menstrual dura 28 dias, a Lua demora 28 dias para dar sua volta completa na Terra. Portanto, na antiguidade era comum que as fases lunares fossem associadas às alterações hormonais e físicas presentes no corpo nessa época. Cada pessoa tem seu próprio ciclo menstrual - o que quer dizer que o período da ovulação até a menstruação pode demorar mais ou menos do que 28 dias, principalmente para aquelus que têm ciclos desregulados.

Porém, independente da duração exata, há um certo padrão entre eles: pré-ovulação, ovulação, a não fecundação e, enfim, a descamação do endométrio (ou seja, a menstruação) - que marca o início da próxima fase. É um ciclo de começos e fins que podem facilmente ser conectados às fases da Lua e aos significados de cada uma delas - como vamos ver a seguir.

NASA - What's Up for July 2017

Lua Nova

Marca o início da menstruação. A Lua Nova é a fase de recomeços e de recolhimento, ideal para que a pessoa fique mais quieta e planeje suas metas e propósitos. Os níveis de hormônio e de energia no organismo diminuem, podendo fazer você se sentir cansade e desanimade. Muitos acreditam que a caída do sangue é também um ritual de limpeza, portanto, é o momento certo para se despedir daquilo que não está fazendo bem.

Lua Crescente

A Lua Crescente representa a fase em que o organismo se prepara para a ovulação. Nessa etapa, os hormônios voltam a aumentar, trazendo mais animação e até mesmo vontade de experimentar coisas novas. É comum que o nível de energia se estabilize, sendo uma fase super legal para colocar planos em prática. Após a limpeza do passo anterior, você pode se sentir mais leve e em controle.

Lua Cheia

A chegada da Lua Cheia remete à ovulação. Vale lembrar que, acima de tudo, somos animais com instinto e, para sobreviver, precisamos reproduzir a espécie. Portanto, nesse momento pode ser que a libido cresça, facilitando - muito em teoria - a fecundação do óvulo. Na vida real, em que existem vários tipos de relacionamentos entre pessoas das mais variadas identidades de gênero, vale pensar apenas que é uma fase em que seu corpo quer contato com outres. A autoestima tende a subir e podemos ficar mais confiantes também!

Lua Minguante

A Lua Minguante marcaria o período após a ovulação, conhecida como fase lútea. O organismo aumenta a produção de estrogênio e progesterona a fim de preparar o corpo para uma possível fecundação. Quando isso não acontece, para-se de produzir essas substâncias. Como consequência, o endométrio irá descamar, dando início ao ciclo novamente.

Esse baque faz com que a energia caía novamente e também é possível observar os primeiros sinais da tensão pré-menstrual (TPM), no caso de pessoas que tenham os sintomas. Com a intensidade das emoções, podemos ficar mais ansioses, estressades e emotives - o que é um grande alerta para sabermos quais sentimentos estão em excesso em nossa mente e se todos são realmente construtivos ao longo da vida. Pode ser um momento de planejar o que se deve levar para o futuro e o que vale deixar para trás, no ciclo que já acabou.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema